Lima (Peru). A Inspetoria Santa Rosa de Lima (PER), com toda a Família Salesiana, celebrou os 130 anos da chegada das primeiras Filhas de Maria Auxiliadora que, com os Salesianos de Dom Bosco, chegaram às costas do Peru, no porto de Callao, em 28 de setembro de 1891.

Segundo fontes históricas e eclesiásticas, diversos foram os pedidos de uma presença salesiana no Peru, para ocupar-se da juventude necessitada após o desenvolvimento industrial. Pe. Tiago Costamagna, que chegou à América, com a 3ª expedição missionária, tornou-se superior das missões no Pacífico e foi ao Peru a pedido do Pe. Miguel Rua para conhecer o novo campo de missão e encontrar as autoridades.

Os primeiros Salesianos de Dom Bosco e as Filhas de Maria Auxiliadora partiram de Turim no dia 16  Agosto de 1891 e em 22 de agosto embarcaram em Gênova, direto para as terras americanas.  A expedição era composta por dois Sacerdotes, Pe. Carlo Pane e Pe. Guido Terzuolo, pelo Coadjutor Giovanni Sciolli e por nove Filhas de Maria Auxiliadora: Irmã Ângela Piai, Irmã Luigia Pompignoli, Irmã Lavínia Albertini, Irmã Luigia Grassi, Irmã Marcellina Zinelli, Irmã Rosa Devalle, Irmã Teresa Tapparello, Irmã IsabeI Mayo e Irmã Luigia Ruatta, vindas da casa de Nizza Monferrato.

O Diretor da nova presença salesiana foi Pe. Antônio Riccardi, que veio da Patagônia para receber o grupo que chegava da Itália. Nos primeiros dias, as FMA foram hospedadas pelas Irmãs Vicentinas e os SDB pelos Padres Vicentinos.

Em  15 de outubro de 1891 as FMA instalam-se no Instituto Siviglia e assumem a obra confiada pela “Beneficência de Lima”, que consiste em cuidar de cerca de 100 meninas, a maioria órfãs e em dificuldade, algumas de famílias em ruína depois da guerra, outras de famílias da classe operária.  Em 8 de dezembro de 1891, os Salesianos abrem o Oratório numa casa  no distrito de Rímac, a norte de Lima. Dali, os SDB e as FMA alargaram o raio da missão abrindo novas presenças, primeiro em Lima e depois em todo o país.  Num vídeo, os Salesianos de Dom Bosco contam os 130 anos de história.

No dia 26 de setembro de 2021, a Família Salesiana do Peru reuniu-se na Basílica de Maria Auxiliadora, de Lima, em presença ou em transmissão ao vivo, para agradecer a Deus pelos  130 anos de presença salesiana no Peru. A Celebração Eucarística, concelebrada pelos Salesianos de Dom Bosco da Inspetoria Santa Rosa (PER), foi presidida pelo Pe. Hugo Orozco, SDB, Conselheiro Regional da Inter-América, que agradeceu ao Peru por seu povo, pelos jovens e por quantos, da Família Salesiana e colaboradores, creem no amor que Deus tem pelos jovens.

“Somos testemunhas” – disse Pe. Hugo – “de tanto amor doado, que nos convida a continuar, com esperança, a compartilhar a missão com tantas pessoas que se sentem ‘salesianas’. Isso empenha a continuar a trabalhar com entusiasmo e criatividade, para que a Providência de Deus abra um belo futuro a tantos jovens pobres, excluídos, deixados para trás, sendo preciso amar como são amados por Deus, trabalhando em sinergia com outros grupos da Igreja e da sociedade”.

Em 28 de setembro de 2021, no dia do 130º aniversário, as Comunidades das FMA de S. Rosa de Lima e Maria Auxiliadora de Brena, Lima, reuniram-se na Capela Inspetorial para celebrar  a S. Missa em agradecimento às primeiras Irmãs e a todas as FMA que deram vida à Inspetoria e semearam, com a própria dedicação, o Carisma Salesiano no Peru. Numerosos Ex-Alunas/os agradecem às FMA por terem deixado uma marca em sua vida e por tê-los educado de modo integral.

Para a ocasião, a Madre Geral das Filhas de Maria Auxiliadora, Irmã Yvonne Reungoat, de Roma, onde se realiza o XXIV Capítulo Geral, enviou uma Mensagem às FMA, aos jovens, às Comunidades Educativas.  Madre Yvonne agradeceu ao Senhor e a Maria Auxiliadora pela vitalidade do Carisma salesiano no Peru e encorajou as FMA a preparar as novas gerações para que possam construir um mundo segundo o projeto de Deus, mais humano, fraterno, solidário, com a colaboração de todos, também neste momento difícil em que vivemos.

“O Senhor, presente na história, abre o horizonte  ao futuro e com Ele podemos ter esperança e alegria, que não podem jamais faltar na vida salesiana. A esperança de que Deus seja o maior de tudo, que em cada pessoa há um potencial de bem. Devemos ajudar-nos a acompanhá-lo, para que cresça, e a colocá-lo em comum, criando redes, em sinergia para a construção de um mundo melhor, no estilo do Sistema Preventivo: o espírito de família”.

Enquanto nos preparamos para celebrar os 150 anos da fundação do Instituto das FMA, no decorrer do XXIV Capítulo Geral e no Ano Bicentenário da Independência do Peru (1821-2021), a celebração do 130º aniversário de  presença salesiana no Peru foi ocasião para Ex-Alunas/os, Comunidades Educativas, Grupos da Família Salesiana, de recordar, agradecer e se consolidar no empenho de contribuir para a história salesiana, formando “bons cristãos e honestos cidadãos”, a serviço da Igreja e da sociedade.

S. Messa 130° presenza salesiana in Perù - Lima, 26 settembre 2021

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.