Roma (Itália).  Na conclusão do Tempo da Criação (1 de setembro – 4 de outubro de 2021) – tempo ecumênico anual de oração e ação pela casa comum sobre o tema “Uma casa para todos? Renovar o oikos de Deus” – o Âmbito da Pastoral Juvenil compartilhou com as Inspetorias do mundo o 2º volume da coleção «“Juntos, podemos “Projetos de Ecologia Integral” com iniciativas e processos realizados pelas Comunidades Educativas das Filhas de Maria Auxiliadora na Ásia, Europa e Oceania. O primeiro volume, já partilhado antes, contém as experiências da África e da América.

Os dois volumes reúnem um total de 299 projetos e iniciativas, atividades e processos promovidos nos diversos ambientes educativos – Escolas, Centros de Formação Profissional, Instituições de Estudos Superiores, Oratórios-Centro Juvenis, Catequeses, Casas-Família , Centros para crianças/adolescentes/jovens em situação de necessidade, Residências Universitárias, etc. – em favor da casa comum e do cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030.

O objetivo da coleção é compartilhar o bem alcançado pelas Comunidades Educativas das FMA nas diversas partes do mundo e favorecer a consciência de um caminho comum no compromisso de guardar com respeito os dons recebidos do Criador, fortalecendo o patrimônio formativo, educativo, cultural e social de povos e Países.

Da África e Madagascar foram recolhidos 13 projetos e/ou experiências;  97 projetos foram enviados do continente americano;  148 projetos e iniciativas vêm da Ásia;  A Europa compartilhou 36 experiências e a Oceania 5 processos ecológicos.

Em relação aos Objetivos da Laudato Si’ (OLS), para a Ecologia integral, pode-se constatar que:

  • 242 experiências respondem ao grito da terra, promovendo o reflorestamento, a proteção e promoção da biodiversidade, o cuidado e a economia da água potável.
  • 103 projetos respondem ao grito dos pobres com gestos de solidariedade concreta. Esta atenção mostra uma maior consciência da visão integral da ecologia promovida pelo Papa Francisco em seu Magistério.
  • 20 experiências expressam seu compromisso com uma economia ecológica e 39 dizem respeito à escolha concreta de estilos de vida simples. Em muitas das outras experiências recolhidas, porém, as escolhas têm sido feitas no que diz respeito à sobriedade no consumo de recursos e energia, procurando ainda eliminar os plásticos descartáveis.
  • 251 processos e experiências visam à educação ecológica, com o objetivo de criar consciência ecológica, estimular ações concretas e promover a vocação ecológica de jovens e professores, com impacto nas famílias.
  • 36 experiências têm promovido uma espiritualidade ecológica, estimulando um maior contato com a natureza com espírito de admiração, louvor, alegria e gratidão.
  • 92 processos enfatizam o envolvimento comunitário e a participação ativa no cuidado da criação, em diversos níveis, promovendo campanhas populares e de sensibilização e envolvendo entidades e organismos eclesiais e/ou civis.

Os passos dados encorajam a percorrer o caminho da Ecologia Integral, olhando para o futuro com esperança: “O desafio urgente de proteger nossa casa comum compreende a preocupação de unir toda a família humana na busca de um desenvolvimento sustentável e integral, pois sabemos que as coisas podem mudar ”(LS 13).

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.