Leon (Espanha). A Associação Valponasca, promovida pela Inspetoria Maria Auxiliadora (SPA), durante a pandemia de Covid-19 realizou projetos de iniciação ao trabalho dirigido a jovens, famílias, mulheres, em situação de risco e exclusão social, com formação online e realização de seminários.

Desde 2009, a Associação mantém um Programa de Orientação Sócio-Laboral (METAS) constituído por projectos dirigidos a diversos grupos de desempregados, acompanhados de actividades de consultoria, apoio, orientação laboral, formação profissional, colocação em emprego e prospecção de empresas.

Desde o início da emergência sanitária, a Equipe continuou a trabalhar online, mantendo contactos com os beneficiários dos projectos e com as empresas, através de um trabalho inteligente, mas com a mesma dedicação, sabendo da importância da escuta ativa, que possibilitou responder às novas necessidades que surgiram. A classe empresarial da cidade de Leon foi muito afetado pela situação pandêmica: sendo  vinculado principalmente ao setor de serviços, são inegáveis as perdas e os esforços necessários para enfrentar e superar a crise.

Durante o lockdown, aumentaram os pedidos à Associação dos serviços relacionados à área sócio-laboral, que beneficiaram mais de 750 pessoas. Entre eles, mais de 100 pessoas participaram de treinamentos online. Além disso, quase 50 pessoas puderam continuar a aprofundar seus conhecimentos de espanhol por meio do projeto “Valponasca Integra” e cerca de 20 pessoas se prepararam para o exame de obtenção da nacionalidade espanhola. Através do projecto “Pontos de formação Incorpora” da Fundação A Caixa, 40 pessoas puderam completar a sua formação profissional, quase 20 pessoas conseguiram emprego e 18 novas empresas contaram com os serviços da Associação para a procura de pessoal, dando assim uma oportunidade para as pessoas mais vulneráveis ​​e desfavorecidas.

Também foram realizados seminários para melhorar a empregabilidade, que proporcionou a oportunidade de formar-se sobre técnicas de procura de trabalho, sobre habilidades pessoais ou sobre mercado de trabalho.

A situação gerada pela pandemia obrigou a rever estilos de vida e a colocar a pessoa no centro, bem como a encontrar soluções rápidas para problemas complexos, com atenção às novas necessidades emergentes. As mulheres, cuja carga de trabalho se multiplicou pelo trabalho dentro e fora de casa, têm demonstrado grande resiliência, assumindo o cuidado dos familiares e dos menores, trabalhos “femininos” fundamentais para a sociedade, que por isso devem ser valorizados e garantidos condições dignas.

A Associação Valponasca continua o seu empenho, adaptando-se aos tempos e à “nova normalidade”, para não deixar ninguém para trás, e assim, contribuir para a melhoria da qualidade de vida e trabalho da população.

Associazione Valponasca seminario

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.