Roma (Itália).  Em 26 de novembro de 2020, inaugura-se, oficialmente, o ano acadêmico 2020/2021 da Pontifícia Faculdade de Ciências da Educação “Auxilium” de Roma. No evento, transmitido ao vivo pela Aula Magna da Faculdade, devido à pandemia de Covid-19,  estavam presentes o Grão-Chanceler da Faculdade, Dom Ângel Fernandez Artime, a Vice-Grã-Chanceler e Madre Geral do Instituto das FMA, Madre Yvonne Reungoat, Mons.  Ângelo Vincenzo Zani, Secretário da Congregação para a Educação Católica e a Vigária Geral, Irmã Chiara Cazzuola.

Na abertura, a Reitora, Prof. Piera Silvia Ruffinatto, após as saudações aos presentes e aos que estiveram ligados ao vivo no canal YouTube da Faculdade, apresenta o relatório do ano acadêmico 2019/2020 e as perspectivas para o ano em curso, assinalado pelo impacto da pandemia sobre a organização e programação da vida acadêmica.

Irmã Piera recorda o 50º aniversário da ereção canônica do Faculdade, celebrado a 27 de junho de 2020, com as linhas de compromisso contidas na mensagem enviada pelo Papa Francisco: “Espero que a Faculdade, fazendo  tesouro da experiência destes cinquenta anos de fecunda atividade, reafirme a exigência de uma cultura universitária verdadeiramente humanista”. O Papa Francisco encoraja a Faculdade a aprofundar o humanismo cristão e pedagógico de São João Bosco, que, na base do Sistema Preventivo, coloca o pleno reconhecimento no outro, num encontro que chega à profundeza do coração.

Depois de rever significativos eventos e iniciativas  culturais do ano acadêmico  2019/2020, a Reitora renovou o compromisso de acolher a missão formativa de gerar novos horizontes através da educação, motor de transformação da sociedade, convidando a comunidade acadêmica a “construir fraternidade e caminhar na esperança” (cf. F. T.).

Significativa foi a aula inaugural do Mons. Ângelo Vincenzo Zani, Secretário da Congregação para a Educação Católica da Santa Sé, sob o título “Reinventar a educação hoje. O contributo da Universidade”.

Mons. Zani delineia o cenário dos últimos cinquenta anos, para dar o marco das orientações  e dos conteúdos adotados por organismos internacionais no campo educativo, em diálogo com o Magistério da Igreja e as instituições eclesiásticas, entre as quais a Faculdade “Auxilium”.

A partir das três perspectivas traçadas pelo Relator para construir uma nova civilização – ordenar o pensamento, abrir-se ao Absoluto  e desenvolver a fraternidade – abrem-se pistas de aprofundamento que estimulam as ciências pedagógicas a uma renovada projetualidade  educativa, capaz de promover percursos que ajudem os jovens a enfrentar os desafios atuais: “A educação pode abrir-se à esperança se for capaz de gerar e mostrar novos horizontes, construindo novos paradigmas para responder aos desafios e às emergências do mundo contemporâneo”.

Do convite do Papa Francisco a empenhar-se por um “Pacto Educativo Global” em benefício das jovens gerações, como caminho fundamental para construir um mundo mais fraterno e solidário, Mons. Zani traça e entrega três linhas de aprofundamento:

“Creio que os três pontos traçados pelo Ministério do Papa Francisco,  convergidos ao Pacto educativo global – partir da pessoa, repensar o pensamento, desenvolver a solidariedade – podem constituir outras linhas guia também para uma instituição acadêmica eclesiástica como a Faculdade Auxilium que, ao celebrar os cinquenta anos, relê a própria história e a renova  para a projeção no futuro”.

Dom Ângel Fernández Artime, Reitor-Mor dos Salesianos e Grão-Chanceler da Faculdade, em sua saudação, destaca a palavra “esperança” como “força interior que vem do sentido do transcendente e sugere que, mesmo nas dificuldades, permanece sempre um caminho a se fazer” e incentiva a Faculdade a continuar o serviço de formação dos formadores com criatividade e  abertura.

Ao Grão-Chanceler compete o ato oficial da proclamação a docente emérita de Ha Fong Maria Ko, FMA, docente de Sagrada Escritura, consultora do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos.  Após esse momento, Don Ângel Fernandez Artime, declara oficialmente aberto o 51º ano acadêmico.

No encerramento do evento, Madre Yvonne Reungoat, Vice-Grã-Chanceler, interveio expressando à Irmã Maria Ko o profundo reconhecimento pelo serviço à educação dos formadores.  Na saudação final, destaca a prioridade fundamental da educação, pois “não há nenhuma transformação no mundo que não passe pela educação”. O Pacto Educativo Global empenha a Faculdade sobre duas vertentes: a colaboração na sua construção e a ação no quotidiano da vida acadêmica, no caminho para os jovens e com os jovens, chegando ao seu coração no que são hoje, para transformar a sociedade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.