Roma (Itália). No dia 5 de dezembro de 2019 foi concluído o XXIII Curso de Formação permanente em Pastoral Missionária, realizado na Universidade Pontifícia Salesiana (UPS) de Roma, de 30 de setembro a 5 de dezembro de 2019.

Iniciado com o estudo das fontes do carisma salesiano em Valdocco e Mornese, o Curso contou, por um período de três meses, com 34 missionários – 13 Filhas de Maria Auxiliadora (das quais 3 neo-missionárias), 2 irmãs franciscanas e 19 Salesianos de Dom Bosco – vindos da Índia, Congo, Camboja, Argentina, Síria, Reino Unido, Itália, Espanha, Filipinas e Brasil.

No dia anterior ao início do Curso – 29 de setembro de 2019 – alguns participantes, durante a Celebração Eucarística da 150ª Expedição Missionária, na Basílica de Maria Auxiliadora, em Turim, receberam do Reitor Mor dos Salesianos, Pe. Ángel Fernández Artime, na presença da Madre Geral das Filhas de Maria Auxiliadora, Madre Yvonne Reungoat e de Ir.Alaíde Deretti, Conselheira para as Missões, a Cruz Missionária.

As aulas, objetivando evidenciar os fundamentos teológicos, os contextos, os caminhos e as práticas da missão, procuraram fazer perceber de vários ângulos os desafios para a missão da Igreja hoje: Missão e cuidado com a casa comum, Missão e ecumenismo, Missão e Informação, Globalização e missão, Comunicação e evangelização, Missão e educação, Família e missão, Santidade missionária, A catequese no processo evangelizador da Igreja, … foram alguns dos temas trabalhados. A abertura do Curso para mais Congregações e a partilha das experiências missionárias pessoais, também enriqueceram o percurso formativo, evidenciando o sentido eclesial da experiência.

Uma das religiosas participantes do Curso, Ir.Liliane Kaputo, FMA, destacou que não se tratou somente de um tempo de reflexão e de aprofundamento sobre temas missionários, teológicos, pastorais e eclesiais, mas de “uma experiência de espiritualidade com os Exercícios Espirituais na Fraterna Domus de Sacrofano que espontaneamente nos convidou à oração e à profundidade”.

Realmente, além das 200 horas de formação, com a intervenção de especialistas sobre diversos conteúdos inerentes ao compromisso missionário, os participantes puderam viver momentos significativos diretamente sobre os lugares onde nasceram e viveram algumas grandes figuras espirituais. Assis e Siena, cidade de origem de São Francisco e de Santa Catarina. Subiaco, em que São Bento de Norcia passou um período de vida eremita, e Roma, foram as metas das peregrinações: “A peregrinação não só nos motivou, mas nos convidou a entrar em comunhão com estes grandes santos da Igreja. Visitar as Catacumbas de São Calixto, caminhar nas pegadas de São Paulo e ver de perto as escavações do Túmulo de São Pedro no Vaticano, nos deu a oportunidade de entrar em harmonia com uma Igreja dos mártires, uma Igreja minoritária, uma Igreja em saída”.

Para um grupo dos participantes, o percurso culmina sobre os passos de Jesus na Terra Santa, de 7 a 14 de dezembro de 2019, meta por excelência da peregrinação.

Não podia faltar a participação a uma audiência de quarta feira – em 13 de novembro de 2019 – na Praça São Pedro: “Pudemos ver de perto, sentir-nos em profunda comunhão com ele e enviados como missionários”.

Irmã Liliane Kaputo afirma como conclusão do Curso: “Os desafios ainda são muitos, mas estamos seguros de que após este tempo de formação, reflexão e oração, poderemos partir com maior entusiasmo e confiança em Deus. Todos somos missão”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.