Roma (Itália). No dia 12 de dezembro de 2019 Ir. Adelina Corbanese, da Comunidade “Santa Rosa de Lima” da Inspetoria S. João Bosco (IRO), em Roma, completou 100 anos.

“Qual é o segredo de sua longevidade?”, perguntou uma noviça a Ir. Adelina. E Ir. Adelina Corbanese responde sem esitar e sorrindo: “A felicidade”.

É um dia de alegria e de família este dos 100 anos de Ir.Adelina, a quem chega uma carta de gratidão e de cumprimentos da Madre Geral das FMA, Ir. Yvonne Reungoat. Para festejar esta importante meta, estão presentes a Inspetora Ir.Angela Maria Maccioni, um grupo de FMA das casas de Roma e Colleferro, a Comunidade do Noviciado FMA e a comunidade SdB de Castel Gandolfo. O Prefeito de Marino também se faz presente com uma carta e um ramalhete de flores entregues pelo Assessor dos Serviços de Informação, Controle e Inovação Teconológica a Serviço do Território e do Cidadão, Dr. Saverio Audino.

Na Celebração Eucarística, presidida pelo sobrinho Pe.Agostino Corbanese, SdB, todos os presentes se uniram para agradecer pela vida e o testemunho alegre, simpres e generoso de Ir. Adelina.

Entrevistada conta: «A minha vocação nasceu assim: o pároco, no momento da Primeira Comunhão nos disse que poderíamos pedir uma graça e eu pedi para ser Irmã. Morava em Lovadina, na província de Treviso. Minha mãe não queria que eu me fizesse irmã, por isso não me mandava a Conegliano para encontrar as irmãs. Então, aproveitando da vinda de uma amiga minha que trabalhava com as FMA em Colleferro, convenci minha mãe a me deixar sair para acompanhá-la. Não voltei mais para casa, mas depois mamãe, no dia da entrada no Noviciado, veio e me abraçou com muito amor».

Ir. Adelina conta que em sua vida enfrentou sacrifícios e que a obediência às Superioras, às Constituiçõe “sempre no bolso” e, especialmente, a ajuda de Maria Auxiliadora, apoiaram-na sempre, dando-lhe serenidade.

Durante a homilia Pe.Agostino destacou que, enquanto nós agradecemos pela vida de Ir.Adelina, ela, com sua alegria, «faz repercutir sobre nós o infinito amor com que Deus a ama e a ‘suporta’ há 100 anos» Esta festa de aniversário deixa no coração a felicidade de um esplêndido rosto sulcado pelas rugas da dedicação ao Reino de Deus e da fé.

Festa 100 anni sr Adelina

Dados biográficos de Ir.Adelina Corbanese

Depois da primeira profissão, em 1941, foi cozinheira por 13 anos na Comunidade “Sagrado Coração”, a serviço dos SdB e do Pensionato masculino, em Roma, “Asilo Macchi” (agora San Saba”) e no Pensionato de Rieti. Por dificuldades de saúde, foi enviada a Arsoli. Depois de algum tempo lhe pediram que permanecesse ali para cuidar de 40 órfãos entre três e seis anos. Ir. Adelina se lembra de ter ficado assustada com tal pedido: nunca tinha cuidado diretamente de crianças! Dirigiu-se a Nossa Sra. com todas as suas forças: “Tu sabes tudo, eu nunca estive com elas, deves me ajudar! Deves me ajudar! Estava mesmo desesperada, mas depois minha saúde melhorou, Ela me ajudou. Naqueles 13 anos, nenhuma criança ficou doente”.

Esses anos foram muito sofridos devido às privações e ao grande trabalho que o cuidado das crianças exigia. Foram poucas as ajudas: uma jovem, somente duas Irmãs, sem Diretora. Ia encontrá-las uma vez por mês uma irmã encarregada pela Inspetora.

Em 1967, por outros 13 anos foi assistente das universitárias em L’Aquila. Também estes anos deixaram marca inesquecível: “Fui para elas como uma mãe. Concluído o Liceu, as jovens vinham para L’Aquila para frequentar a Universidade e se sentiam livres, mas eu as repreendia com firmeza para evitar que se deixassem desviar. Em resumo, eu as tratava como filhas e cuidava delas como mãe. Elas se lembram e me procuram hoje ainda”.  

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.