Medellín (Colômbia). Os jovens do MJS da Inspetoria S. Maria Mazzarello de Medellín (CMM), não desistiram da tradicional missão de solidariedade e, cumprindo as normas sanitárias devido à pandemia de Covid-19, de 17 a 22 de dezembro de 2020, trouxeram esperança à população da cidade colombiana de Condoto (Chocó).

Depois da preparação pela plataforma virtual, no dia 16 de dezembro alguns jovens missionários, acompanhados por Ir. Angela Lucía Quintero, Filha de Maria Auxiliadora e coordenadora inspetorial do Grupo Missionário, partiram para Condoto onde, convidados da Comunidade Maria Auxiliadora das FMA, animaram os últimos dias de Advento, por meio de encontros de formação sobre o carisma salesiano.

Graças ao trabalho em rede com voluntários e associações de solidariedade, junto com os jovens do lugar, coordenaram a implantação de feiras para as famílias, também possibilitada pela doação de roupas e retalhos de tecidos pelo SENA, Instituto Nacional para Formação Profissional.

Uma primeira atividade consistiu em visitar a Casa de Repouso de Condoto, onde animaram a Novena ao Menino Jesus e alegraram os anfitriões com danças e cantos, nos trajes típicos da tradição de Chocó. Nos dias seguintes, encontraram-se com as famílias, para aprofundar o valor da gratidão, encorajando-as a reconhecer os dons de Deus, especialmente a saúde, considerando a situação da pandemia de Covid-19. Mães e avós, representando suas famílias, construíram o “mural da gratidão”.

Os jovens do MJS visitaram também a rádio local e animaram a transmissão da Novena de Natal para a comunidade de Condoto. Além disso, todos os dias, animaram também a Novena com as crianças da paróquia, transmitida através da Página do Facebook para os que acompanhavam de casa. A participação responsável nas propostas locais fez com que se sentissem parte de uma comunidade formativa e de serem atuantes em dar a própria contribuição.

Os encontros com os jovens locais, primeiros destinatários da experiência, tiveram como objetivo fazê-los refletir sobre a capacidade de se relacionar com as pessoas, cultivando um olhar de proximidade e solidariedade, de sair de si e estar atentos às necessidades dos outros. Com jogos e dinâmicas, com partilha e com uma tômbola, os jovens do MJS envolveram outros jovens, despertando o desejo de se colocarem ao serviço de quem recebe menos.

A visita às periferias de Condoto, no “chocho”, uma espécie de moto-táxi, meio de transporte coletivo, e a travessia do rio para chegar à Casa dos Salesianos de Dom Bosco e ao hospital, os ajudaram a conhecer a realidade e a cultura, ligada às suas raízes, onde a população defende a terra da exploração e, com ela, o direito a uma vida digna.

Uma outra experiência enriquecedora foi vivida com as crianças e jovens, cheios de energia e de vida, apesar de terem os momentos de encontro reduzidos por motivo das disposições sanitárias. O entusiasmo e o riso deles, mesmo através das máscaras, têm revigorado a esperança e a motivação para viver o presente com consciência, valorizando o que se tem e para dedicar-se no serviço.

O último dia da Missão Juvenil foi dedicado a um evento da Família Salesiana (FS), com a presença dos Ex-Alunos/as das FMA e dos Salesianos Cooperadores. O momento foi acompanhado por cantos salesianos e pela redação de uma carta, escrita ao Menino Jesus, com o renovado empenho de pertença ativa à Família Salesiana. A Diretora da Comunidade FMA, Ir. Eliana Hernández, agradeceu o trabalho formativo realizado pela FS em favor dos jovens de Condoto.

A experiência missionária nesta localidade, além de ser muito significativa no caminho dos jovens que a vivem, torna visível e concreto o estilo de Dom Bosco e de Madre Mazzarello para educar com o coração e ser sinal do amor de Deus pelos mais pobres e necessitados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.