Catania (Itália). No dia 11 de setembro de 2021, as jovens e a Comunidade Educativa da comunidade de acolhimento “Laura – Eusebia” de Nunziata di Mascali, Catania, da inspetoria siciliana Madre Maddalena Morano (ISI), encontraram-se com Ir. Maria Lúcia Siragusa, Secretária inspetorial e animadora do Círculo Laudato Si’ EtnaMain, que compartilhou o tema do Tempo da Criação 2021: “Uma casa para todos? Renovar o oikos de Deus”.

Irmã Maria Lúcia apresentou o símbolo do Tempo da Criação 2021, a tenda de Abraão, sinal da chamada ecumênica para praticar o cuidado da criação como um ato de hospitalidade radical, salvaguardando um lugar para todas as criaturas – humanas e não – na casa comum, oikos de Deus. A tenda é um lugar de refúgio, “mas também de abertura, de diálogo e acolhimento daquilo que corre o risco de se tornar “desperdício”, de ser colocado à margem da sociedade, como acontece com as pessoas, oucom algumas espécies da Criação, que corre o risco de desaparecer. O Tempo da Criação, que se celebra de 1º de setembro a 4 de outubro de 2021, é um tempo especialmente dedicado à oração e à ação pela proteção da nossa Casa comum, cada vez mais ameaçada.

As 15 jovens participaram ativamente do debate, expressando suas próprias reflexões:

 “Eu entendi que o problema da poluição existe mesmo e uma das formas de reduzi-lo é pensar nas pequenas ações que fazemos todos os dias para não desperdiçar, não poluir, proteger o nosso planeta, porque é a nossa casa” (Giovanna).

Elena ficou impressionada com um vídeo que afirma que o tempo que nos resta para salvar o Planeta é de cerca de 15 anos, e ela se dá conta das dificuldades que sua geração terá que enfrentar para a proteção do Planeta.

Da partilha emergem algumas estratégias a serem implementadas: reduzir o desperdício (com comportamento responsável no uso da água, luz e meios próprios); evitando drasticamente o uso de plástico; praticar a coleta seletiva; dar nova vida aos objetos, promovendo a reciclagem; construir a tenda de Abraão nas comunidades e divulgar a mensagem da Laudato Si’.

Também foi apresentada e proposta a Petição “Planeta Saudável, Pessoas Saudáveis”, promovida pelo movimento católico para exortar os líderes mundiais – que se reunirão em Glasgow (Reino Unido) em novembro para a 26ª Conferência das Partes sobre Mudanças Climáticas das Nações Unidas (COP26) – a reconhecer explicitamente que a mudança climática induzida pelo homem e a biodiversidade são parte da mesma crise e considerar a necessidade de ações urgentes para responder ao clamor da terra e ao clamor dos pobres.

O encontro terminou com o empenho das participantes em concretizar o que foi objeto da partilha e em promover uma campanha de sensibilização para a salvaguarda do Planeta, a partir de pequenos gestos diários.

Irmã Maria Lúcia saudou as jovens assumindo a imagem da tenda, que representa o coração de cada uma chamada a acolher o que no mundo é rejeitado e/ou poderia se perder e com a pergunta: “Quem eu quero acolher na minha tenda/coração?”.

 “Precisamos de um evento que una a todos, porque o desafio ambiental que vivemos, e as suas raízes humanas, nos afetam e afetam a todos”.

 (Papa Francisco, LS 14)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.