(Filipinas).  No dia 19 de setembro de 2021, por ocasião do seu 31º aniversário, realizou-se online a Assembleia dos Jovens da Fundação Laura Vicunha (LVF), da Inspetoria S. Maria Mazzarello (FIL) – parceria entre o Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora e profissionais/colaboradores leigos para enfrentar as necessidades e problemas dos meninos de rua.

O objetivo da Assembleia foi abordar temáticas referentes ao bullying e às atrações sexual nos ambientes públicos e na Rede virtual, para ajudar os/as jovens a identificar comportamentos preventivos para se protegerem,  se relacionarem e navegar na Internet com segurança.

A Assembleia contou com a presença de cerca de 1.000 jovens e adultos das Escolas e Comunidades LVF de Palawan, Leyte, DepEd Cadiz, Escola Primária Eulogio Rodriguez-Mandaluyong, Cebu, Mindanao, Escola Integrada Man -it -lloilo, Escalante, Victorias, LVF-CPC Marikina, Botocan, Culiat, Hillcrest, Bacood, Cavite e Pinagkaisahan.

As três Formadoras LVF convidadas a expor os Temas, destacaram que, segundo diversos estudos, tanto homens quanto mulheres criam, com os seus comportamentos, ambientes hostis e perigosos para crianças, jovens e também adultos nas escolas, nos lugares públicos, de trabalho e na Internet. A este respeito, nas Filipinas, foi aprovada uma lei que penaliza assobios ou atitudes provocadoras a meninos e meninas, homens e mulheres.

O trabalho da Fundação Laura Vicunha, segundo o Sistema Preventivo de Dom Bosco, visa educar e proteger os jovens no respeito à própria dignidade e à dignidade dos outros, formando-os como cidadãos responsáveis ​​por seus comportamentos e ações, para contribuir ao bem comum da sociedade.

Irmã Maria Victoria Santa Ana, FMA, Administradora Delegada da LVF sublinha: “Na LVF não há  espaço para quem diminui, degrada ou viola a dignidade de qualquer ser humano. O Amor, apreço e respeito estão no sangue de cada membro da Família Laura Vicunha”.

Terminados os relatos, os participantes desenharam um escudo com os próprios compromissos. Diversos participantes compartilharam sugestões sobre como se proteger nos espaços públicos e online, pedir ajuda ou apoio aos adultos e sobre comportamentos corretos a promover para aumentar a segurança dos ambientes.

A organização de Congressos, Assembleias e encontros online pela LVF, alimenta o espírito de equipe e o apoio recíproco: “Ante a necessidade de construir a própria identidade, o grupo oferece experiências que promovem a responsabilidade, a iniciativa, a criatividade e o trabalho conjunto.  A livre escolha de pertencer a um grupo, a continuidade do caminho, a presença dos adultos e a interação com a realidade social e eclesial, fazem do grupo uma mediação eficaz no crescimento das/dos jovens” (Linhas Orientadoras da missão educativa das FMA – LOME, 154).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.