São Donato Milanês (Itália) Após a conclusão do ano letivo de 2019-2020, que na Lombardia viu a interrupção das aulas presenciais de 24 de fevereiro de 2020 a 8 de junho devido à pandemia de Covid-19, Filhas de Maria Auxiliadora  e professores da Escola Primária e Secundária de 1° Grau Maria Auxiliadora de São Donato Milanês (MI), da Inspetoria Lombarda  Sagrada Família ILO, contam e releem a Experiência de Ensino a Distância (EAD).

A Escola se viu diante de uma situação completamente nova, como lembra o professor Paolo Gennari: “Ninguém esperava ter que transformar sua mesa da cozinha em uma cadeira de professor 2.0, nem ter que incentivar suas habilidades digitais tão repentinamente para entrar nas casas dos estudantes”.

Com base no Plano Trienal da Oferta Formativa (PTOF), já focado no aprimoramento da educação para a mídia, FMA e professores reorganizaram o ensino semana a semana, para melhorar a  oferta formativa.

Inicialmente, na ilusão de alguns dias de fechamento, os professores se limitaram a atribuir tarefas aos alunos a serem executadas independentemente. A persistência da situação levou à estruturar um horário mais curto, porém fixo, para garantir às crianças um planejamento semanal mais coerente.

Cada professor realizou conferências ao vivo e ofereceu vídeos ou aulas de áudio, materiais enviados, testes preparados, perguntas planejadas ou projetos interdisciplinares que, além do conhecimento, poderiam estimular reflexões e desenvolver novas habilidades.

Junto à preparação das aulas on-line, foi realizado um trabalho constante em equipe disciplinar, semanalmente, no confronto com Faculdades Docentes, para monitorar o trabalho dos professores ou definir estratégias posteriores, em conformidade com as Diretrizes Ministeriais.

O primeiro passo foi estruturar um ensino funcional; o segundo foi pensar em educação, porque, sempre dizemos, ensino e educação devem andar paralelamente“, afirma o Professor Alberto Repetto, Diretor da Escola Primária e Secundária de 1° Grau.

Os princípios do Sistema Preventivo de Dom Bosco são atuais e eficazes, tanto que podem ser praticados à distância. A Boa noite era um momento diário esperado pelos estudantes, pelas famílias e pelos professores: 15 minutos noturnos nos quais,  por sua vez, o Diretor, Alunos, Irmãs, professores e pais propuseram uma reflexão, compartilharam uma leitura ou apresentaram um trabalho significativo. A Boa Noite consolidou o senso de comunidade que caracteriza a escola salesiana e faz com que se sinta em família, como apontado por uma  mãe: “Nós não nos sentimos sozinhos: em um momento de perplexidade, de medo, de incerteza, vocês estavam lá, entraram em nossa casa“.

Além desses encontros, numerosas iniciativas foram propostas em transmissão ao vivo para os seguidores conectados aos canais sociais (Instagram e Facebook) e ao Blog da Escola (www.ragazzinforma.com), atualizados diariamente.  Não faltaram encontros, vividos on-line, pela Comunidade Educativa: a Via Sacra, a Procissão de Maria Auxiliadora, a festa da gratidão, a novena a Maria Auxiliadora   e    o Trofeu esportivo Main Pais/Filhos.

Uma equipe de técnicos e professores cuidou das transmissões ao vivo, combinando transmissões ao vivo com contribuições crescentes, envolvendo as famílias em atividades, jogos, momentos para filmar, enviar e compartilhar nas plataformas sociais.  Foi criada uma rede virtual de intercâmbio, que possibilitou mostrar aos alunos o “outro lado da rede”, que pode ser um reservatório de conteúdos “nutritivos” para a mente e o coração.

Do ponto de vista cultural, foram propostos os depoimentos on-line de um ex-magistrado, já agendado como parte do projeto de educação à legalidade, e de um professor de matemática, autor de um livro.

O Professor de Música criou um Coro virtual composto por alunos de três turmas, que, à distância, entoaram o canto Abruzzese “Nossos  Mares” e propuseram a experiência aos professores que, nas notas de “Que seja Bendita” de Fiorella Mannoia, despediram-se dos estudantes no último  dia de aula.

No campo artístico, o Prof. de Arte e Imagem lançou um concurso criativo intitulado “Sempre existe esperança“, aberto a todas as classes escolares, desde a infância até a escola secundária de 1° Grau e também aos pais.  Os trabalhos foram exibidos em uma exposição virtual com visitas on-line, graças ao simulador de uma galeria de museu.

A equipe editorial da revista mensal da escola, RAGAZZINFORMA, continuou sua atividade  jornalística, publicando três edições especiais com pesquisas, reportagens e entrevistas, o que levou ao reconhecimento pelo Concurso Nacional da Ordem dos Jornalistas “O Jornal e o Jornalismo nas escolas” como um  dos 25 melhores jornais escolares italianos.

Não foi fácil para os professores perderem o relacionamento presencial com as crianças, reconhecendo-o como um passo significativo no caminho de seu crescimento: “Sentimos falta dos alunos. Foi muito difícil a adaptação ao vê-los crescerem atrás da tela, porque não somos  acostumados a percebê-los no dia a dia.  Notamos que eles amadureceram, que se tornaram grandes.

A Diretora da Comunidade de São Donato Milanês, Irmã Virginia Vila, assim expressa sua aprovação pela experiência do EAD: “Vi a positividade e a abertura dos professores e tenho certeza de que na  reorganização do próximo Ano Letivo, este será um dos pontos fortes “.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.