Roma, (Itália).  Nos dias 15 e 16 de setembro de 2020, com horários diversos para chegar a todos os continentes, o Âmbito das Missões organizou uma Videoconferência para as Coordenadoras e as Referentes Inspetoriais intitulada: “Um instituto sem fronteiras: disponíveis a ‘sair’ para  consolidar a cultura missionária ”.

As Videoconferências foram animadas pela Conselheira para as Missões, Irmã Alaíde Deretti e pela Colaboradora do Âmbito, Irmã Maike Loes que, introduzindo o encontro, motivou a escolha do tema: “Pareceu-nos importante manter o verbo tão caro  ao Papa Francisco: “sair“, todas nós fomos tocadas pela pandemia de Covid-19! Todas nós experimentamos sua gravidade e todas estivemos trancados em casa por alguns meses. Agora é tempo de “sair”. Sair – hoje – para nós, como Âmbito das Missões, significa olhar o futuro, mesmo que não saibamos nada sobre o futuro. Enquanto isso, deixamo-nos conduzir pela mão da Esperança, que é a virtude que nos faz vislumbrar o futuro com confiança e criatividade ”.

Após a oração de invocação ao Espírito Santo de Paulo VI e a saudação da Conselheira para as Missões, os/as participantes compartilharam as respostas à pergunta recebida do Âmbito, a partir da afirmação de Ir. Alessandra Smerilli: “A pandemia  foi uma tsunami.  Ampliou as diferenças econômicas, de gênero e de trabalho, mas também nos proporcionou o estímulo para “olhares novos”.  E sabemos que muito do que nos espera depende de como nos posicionaremos: como cristãos temos a responsabilidade de não perder a esperança e de ser tecelões de fraternidade;  não podemos cair nas lógicas de divisão”.  Partindo da experiência vivida durante a pandemia, o que mudará em seu estilo de animação e em seu serviço como Coordenadora/Referente Inspetorial do Âmbito das Missões?  

No dia 15 de setembro estiveram presentes 28 Coordenadoras/Referentes FMA e duas leigas de 25 Inspetorias dos cinco Continentes, que participaram da Videoconferência de 15 de setembro, enquanto, no dia 16 de setembro, 26 FMA pertencentes a 23 Inspetorias da América, Europa, Ásia  partilharam a riqueza das suas reflexões com grande senso de pertença e num clima de escuta mútua. A compreensão das línguas foi facilitada pela presença de duas tradutoras da Casa Geral (RCG), Irmã Mary Terzo e Irmã Céline Rahantasoa.

Relembrando o tema das Jornadas Nacionais de Formação e Espiritualidade Missionária, realizadas online de 27 a 30 de agosto de 2020 – Tecelões de Fraternidade.  “Eis-me aqui, envia-me!” – Irmã Maike Loes convidou os/as participantes a viverem como “Tecelões de Fraternidade” e recordou os encontros do Outubro Missionário e a Jornada Mundial do Migrante e do Refugiado (27 de setembro de 2020).  Lembrou também que o Tempo da Criação celebra-se a 4 de outubro, no 5º aniversário da publicação da Carta Encíclica Laudato Si’ e no mês de outubro celebramos um ano do Sínodo Pan-amazônico, oportunidades que ajudam a crescer no cuidado com a Casa Comum.

Irmã Alaíde Deretti agradeceu aos/às participantes e introduziu a oração conjunta do Magnificat na conclusão dos encontros online: “Um canto de agradecimento brota de nossos corações, do Magnificat  ao Senhor por tudo o que Ele fez em nós e através de nós. Um Magnificat pela presença de Maria, discípula-missionária que sempre nos acompanha; nosso Magnificat a Deus por vós , queridas irmãs e querido irmão, porque fostes uma preciosa ponte, uma maravilhosa mediação, que nos ajudou a reavivar o fogo  missionário no coração das realidades Inspetoriais e locais”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.