Madri (Espanha). No dia 3 de janeiro de 2021, as Comunidades FMA da Inspetoria Maria Auxiliadora (SPA), como parte do segundo ano de preparação ao 150º aniversário do Instituto FMA, participaram de um encontro online animado por Ir. Alaide Deretti, Conselheira mundial para as Missões , sobre o tema: “Novas fronteiras da missão no Instituto”.

Na parte introdutória, Irmã Alaide mostrou o rosto missionário do Instituto FMA, também em tempos de pandemia de Covid-19. Desde as suas origens, o Instituto acolheu o mandato missionário de Jesus: “Ide por todo o mundo e anunciai o Evangelho a todas as criaturas” (Mc 16,15). Nas Cartas de Madre Mazzarello, que gostaria de partir para as missões, podemos ler sobre seu ardor missionário e a atenção específica às FMA das primeiras expedições. Em sua apresentação, Irmã Alaide Deretti compartilhou algumas experiências que mostram como o Instituto hoje tenta responder às novas situações geradas pela pandemia.

A Conselheira para as Missões delineou a atual expansão missionária do Instituto, chamando a atenção das fundações mais significativas em resposta a situações de vulnerabilidade e outras em processo de abertura: as presenças no Nepal, Nigéria, Burkina Faso, a nova comunidade na República Democrática do Congo, a atenção das FMA aos migrantes no México, na fronteira com os Estados Unidos, e na Tailândia, na fronteira com Mianmar.

A apresentação de algumas figuras significativas de missionários ad/inter gentes foi o conteúdo da sessão da tarde, com o perfil das FMA como Irmã Carolina Mazzarello, bisneta de Madre Mazzarello, missionária há mais de 40 anos no Chile; da Irmã Carla Baietta, falecida aos 103 anos, depois de 74 anos de missão em missão, 6 em Portugal e 68 em Moçambique; da irmã Nancy Pereira, irmã Amparo Carbonell e irmã Carmen Moreno. Filhas de Maria Auxiliadora que, na própria terra ou em terras longínquas, tiveram a sensibilidade e a disponibilidade para o encontro, tornando visíveis os ensinamentos de Jesus com o seu testemunho, como evidencia o relato da experiência da Irmã Nicolina Viano, missionária FMA na Índia, a quem foi perguntada:

 “Como você atraiu as pessoas a Cristo ali?”. Sorrindo, ele respondeu:” Quase nunca falei diretamente de Jesus. Esperei que me perguntassem sobre Ele. Quando em hospitais, em leprosos, em horas de dor, as pessoas encontram uma freira que realiza um serviço humilde, sentem o encanto do Cristo vivo, hoje mais do que nunca vivo nas ruas do mundo. Então uma te pergunta: “Fala-me do teu Deus” e outra: “O teu Deus deve ser muito bom se tu és sempre tão doce e paciente ”; e outra:“ Ajuda-me, quero ir para o céu do teu Deus ”.“ É precisamente o testemunho da caridade que ilumina o caminho? “Sim”, respondeu Irmã Nicolina Viano. (Do Boletim Salesiano – 1 ° de fevereiro de 1979)

Irmã Alaide Deretti concluiu seu discurso com os melhores votos às comunidades da Inspetoria SPA:

“Faze tudo o que Ele te mandar” (Jn 2,5). Sejamos guiados por Maria, a primeira evangelizada e evangelizada. Você nos abre a um novo dinamismo missionário. Esse dinamismo que ajuda os jovens a viver o encontro com Jesus para que sejam, por sua vez, missionários, protagonistas da evangelização, do anúncio de Jesus aos outros jovens. Como é bonito quando os jovens se tornam “viajantes da fé” (EG nº 106), felizes por levar Jesus a cada rua, a cada praça, a cada canto da terra!

Esperamos viver com entusiasmo um novo sopro missionário na nossa missão quotidiana e que nada possa roubar o nosso entusiasmo missionário, “a doce e confortante alegria de evangelizar” (EG n. 10).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.