Roma (Itália) Em 5 de agosto de 2020, a  Madre Geral do Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora, Madre Yvonne Reungoat, com uma vídeo-mensagem, abre oficialmente o segundo ano de preparação  ao 150° aniversário de fundação do Instituto das FMA (1872-2022).

Em 5 de agosto de 2019 em Mornese (AL), um lugar carismático, há apenas um ano, iniciou-se  o “triênio de louvor, de ação de graças, de nova vitalidade educativa e vocacional” (Circ. 989).

O primeiro ano, iluminado pelas palavras de Madre Mazzarello, “Agradeçamos verdadeiramente ao Senhor, que nos dá tantas graças” (L37.10), – sublinha a Madre em sua Mensagem – “Foi um ano que dedicamos ao “grazie” e essa tonalidade continuou a percorrê-lo, apesar dos temores, bloqueios, lutos, porque sabemos que estamos nas mãos de Deus e que todo acontecimento, feliz ou triste, prepara o alvorecer da Páscoa: por isso, mesmo entre lágrimas, podemos continuar a dizer “obrigado”.

À ação de graças para o ano 2020-2021  segue-se o tema Acolher uma entrega: “A ti as confio.”

Em Mornese Maria acompanhou a jovem  Main e a  guiou, sobretudo na incerteza pelo  futuro, rumo a um novo horizonte da missão: cuidar das meninas pobres, fazendo uma entrega precisa: A ti as confio” (Circ. 989).

Na Circular n°1000, Madre Yvonne Reungoat  convida à aproximação da figura de Madre Mazzarello com nova profundidade para penetrar mais  naquele “A ti as confio“, que foi o fio condutor de sua vida e que desafia cada um/uma.  Também propõe perguntas a serem lembradas ao longo do ano, como motivo de reflexão com  a comunidade educativa: “quem hoje nos é confiado? Que condições essa entrega exige para que, de geração em geração, seja um útero fecundo de  vida nova para nós e para as novas gerações? O que “Mornese” pode dizer aos jovens de hoje? “.

“ A ti as confio” de geração em geração, para que as/os jovens sejam mulheres e homens plenamente realizados e felizes  nesta terra, para que descubram a riqueza do dom de si pelo amor de Deus, para que sejam as santas  e os santos do terceiro milênio;  para que, agora e sempre, as jovens sintam esse mandato como sendo dirigido a elas pessoalmente e respondam, aceitando tornarem-se pedras vivas do monumento a Maria Auxiliadora!

Em comunhão com as FMA de todo o mundo, o 5 de agosto é o dia de recordar as raízes e renovar o “sim” à vocação salesiana, com abertura a um futuro de esperança, onde a expressão de Dom Bosco “Maria  caminha nesta casa” (cf. Cronistória V, 51-52), se faz certeza de que Maria, como protetora, guia e inspiradora, está presente, lá, onde se desenvolve a missão confiada às FMA e às comunidades educativas  para viver a força geradora do carisma no hoje da história.

Texto completo da mensagem

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.