Ngandajika (República Democrática do Congo). No dia 13 de novembro de 2020, as Filhas de Maria Auxiliadora da Inspetoria Centro Africana Nossa Senhora da África (AFC) inauguraram uma nova comunidade em Ngandajika, na República Democrática do Congo, na Província de Lomami, no território de Ngandangika.

Por ocasião do 25º aniversário da colaboração das FMA com a Diocese de Mbujimayi, o Bispo, Dom Emmanuel Bernard Kasanda, solicitou a presença das FMA em Ngandajika, para trabalhar no projeto de alfabetização com cerca de 800 meninas de 15 a 25 anos, muitas delas sem escolaridade por falta de frequência à escola ou casamento precoce.

Além dessa missão, as FMA são chamadas a cuidar da situação das pessoas com albinismo, apoiá-las do ponto de vista espiritual e ajudá-las a se integrar no mundo profissional e a enfrentar os problemas dermatológicos e oftalmológicos relacionados com sua condição.

As FMA que compõem a nova comunidade – Ir. Pétronille Ngama, Ir. Justine Mpanga e Ir. Caroline Twanga – foram acompanhadas na entrada oficial pela inspetora, Ir. Marie Dominique Mwema Mukato. O acolhimento das FMA por parte da população foi caloroso, pelo precioso serviço que prestam e pela confiança adquirida no local com o apostolado entre os jovens.

5 COMENTÁRIOS

  1. Well cone. Every blessing on this new venture. You are great women to open a new presence in these challenging times.
    Blessings.
    Kathleen Tayor fma

  2. Auguri di ogni bene a queste nostre sorelle. Il Signore renda feconda la vostra missione e la Madonna vi assista con la sua protezione.

  3. Felicitation et merci d’accepter le defi, cheres Soeurs.

    Union de priere,
    Sr. Pauline Joss
    Province St. Joseph, USA/Canada

  4. Oh! Bravo les FMA de la République Démocratique du Congo!
    Un bonjour très fraternel à chacune et spécialement à Sr. M. Dominique Muema Mukase!
    Une ancienne FMA de la Kafubu!
    Sr. Renée Dumortier

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.