Roma (Itália) De 17 de fevereiro a 29 de maio de 2020, realizou-se o Curso de Formação Permanente para Formadores Vocacionais à Vida Consagrada, do Clero Diocesano e para Animadores de Comunidade, na Universidade Pontifícia Salesiana (UPS), em Roma, promovido pelo  Dicastério de Formação da Congregação Salesiana, em colaboração com o Instituto de Pedagogia Vocacional da Faculdade de Ciências da Educação da UPS.

O objetivo do curso é oferecer uma oportunidade de renovação espiritual e pedagógica aos Formadores que “têm como missão principal transmitir às pessoas que lhes foram confiadas a beleza de seguir o Senhor” (CIVCSVA “Vinho novo em odres novos”. Do Concílio Vaticano II A vida consagrada e desafios ainda em aberto “. Orientações, 16).

Foram 65 os participantes de 31 Congregações Religiosas masculinas e femininas e duas Diocesanas de 34 países dos cinco continentes.  Da Congregação Salesiana, 3 Filhas de Maria Auxiliadora e 16 Salesianos de Dom Bosco.

O Responsável pelo Curso, Dom Carlo Maria Zanotti, SDB, explicou que a imagem que acompanhou os Formadores ao longo do caminho é a de um equilibrista andando em uma corda suspensa: “A imagem do equilíbrio nos ajuda a entender que  o caminho formativo é um percurso em direção à estabilidade,  caminho entendido como uma busca constante por ela, através do cuidado com as nossas emoções e sensibilidade”.

A oferta formativa articula-se em cinco dimensões estreitamente ligadas, de modo a permitir uma revitalização da Vida Consagrada e Presbiteral em seus aspectos essenciais e vitais: espiritual, bíblico/teológica, antropológica (psicossociológico-cultural), eclesial/carismática  e pedagógico/experiencial.

Uma das participantes, Irmã Marie Marthe Ekengbi Ndong, FMA da Inspetoria da África Equatorial M. Domingas Mazzarello (AEC), acentuou que “um dos aspectos fundamentais do percurso foi o acompanhamento: somente quando nos sentimos acompanhados,  podemos, por nossa vez, acompanhar um formando no seguimento de Cristo, para gradualmente chegar a ter os mesmos sentimentos”.

Após um tempo inicial na presença, com o bloqueio devido à pandemia de Covid-19 – que levou ao retorno precoce de alguns participantes  aos países de origem – o itinerário continuou on-line, por meio de uma plataforma didática.

A situação de emergência impediu o desenvolvimento de algumas experiências que caracterizam e integram o Curso de Formação: a semana de convivência residencial, a peregrinação a Assis e a visita a algumas comunidades formativas e monásticas.

Apesar disso, os Participantes mantiveram a  motivação e o espírito de adaptação à realidade inédita, no uso de tecnologias, que permitiram a todos completar o percurso, atingindo os objetivos.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.