Salamanca (Espanha). A Escola Maria Auxiliadora de Bejar (Salamanca), das FMA da Inspetoria Maria Auxiliadora (SPA), está entre as escolas finalistas da 6ª Edição do Prêmio Serviços de Aprendizagem, promovido pela Editora Edebé e pela Rede Espanhola de Serviços para a Aprendizagem (ApS), em colaboração com o Ministério da Educação e Formação Profissional.

O Júri, composto por especialistas da ApS, sublinhou a qualidade dos projetos desta edição marcada pela pandemia, destacando as iniciativas do Serviço-Aprendizagem. O Serviço-Aprendizagem é uma forma de aprender servindo à comunidade. Perante uma necessidade social, os jovens desenvolvem uma atividade de serviço que os ajuda a aplicar e a consolidar a aprendizagem dos conhecimentos, aptidões, atitudes e competências, despertando o seu talento e colocando-o ao serviço do bem comum. Nesta edição do Prêmio foram apresentados 330 projetos, promovidos por 541 centros educativos e entidades sociais – com a participação de quase 37 mil crianças e jovens, que já dedicaram mais de 700 mil horas de serviço – a temas relacionados com saúde, ambiente, imigração , tecnologias da informação e a pandemia Covid-19.

A Escola Maria Auxiliadora de Béjar apresentou-se com o Projeto “Uma só voz”, no qual os alunos da Escola Superior propuseram e vivenciaram, dentro da escola e na área circundante, o seu compromisso com o meio ambiente. “Um dia nos perguntamos: Como melhorar nosso planeta?” – foi o impulso ao projeto – “E nos ocorreu falar a ‘uma só voz’”.

O projeto visa criar na Escola uma cultura e uma logística para a reciclagem, fomentando nos alunos o conhecimento sobre as questões ecológicas. Num segundo nível, os jovens têm como objetivo criar parceria com outras entidades e associações da cidade para um plano ambiental comum, participando ativamente na limpeza e reflorestação dos espaços do Município de Bejar. Em colaboração com jovens com diversas habilidade da Associação Asprodes, viveram uma jornada de compromisso ecológico na zona de El Castañar de Bejar, limpando o ambiente e plantando mais de 200 castanhas e medronheiros, que culminou com os jogos organizados pelos alunos da Escola.

Com a convocatória anual, a Rede Espanhola de Serviços de Aprendizagem, a Editora Edebé e o Ministério da Educação e Formação Profissional reconhecem o trabalho dos Centros Educativos e Organismos Sociais e dão visibilidade às iniciativas idealizadas com esta metodologia de eficácia educativa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.