Montevidéu (Uruguai) A migração é um fenômeno que afetou muitas famílias por várias razões.  Por isso, o Papa Francisco convidou todos os cristãos, repetidamente, a não serem indiferentes.  Em 2019, os religiosos/as da Conferência dos Religiosos do Uruguai (CONFRU) refletiram sobre esse fenômeno, amadurecendo o desejo de compartilhar, como congregações, seus “cinco pães e dois peixes” (Mt 14, 13-21).  ) para oferecer uma resposta.

Nasceu, assim, o Projeto Casa Paz e Bem (Proyeto Casa Paz y Bien), criado pelo CONFRU, da Arquidiocese de Montevidéu e de Pontes de Solidariedade, Escritório de Ajuda aos Migrantes da  Arquidiocese.

A Congregação das Irmãs Missionárias Franciscanas do Verbo Encarnado disponibilizou uma casa na costa de Canelones, perto de Montevidéu. São acolhidas famílias migrantes enviadas pelo Escritório Pontes de Solidariedade, que podem permanecer por até três meses, ter comida e acomodação, acompanhamento espiritual e ajuda com documentos para  conseguir um trabalho.  Desde o início de 2020, três famílias já foram alojadas.

O Projeto é seguido diretamente pela Assistente Social Maria José Carrau, do Vicariato de Solidariedade, e pela Irmã Laura Guisado, Inspetora da Inspetoria Imaculada Conceição (URU) e Presidente da CONFRU.

Lavori Casa migranti Pace e Bene Uruguay

Atualmente, graças ao trabalho de religiosos e religiosas de diferentes congregações, incluindo as Filhas de Maria Auxiliadora e os Salesianos de Dom Bosco, uma grande área está sendo reformada na casa, onde se constroem divisórias de madeira para acomodar mais famílias  de migrantes.  Além disso, todas as congregações colaboram para obter doações de alimentos, roupas e outros bens necessários para as famílias.

O Projeto Casa Paz e Bem é uma experiência de comunhão, de sinodalidade, em que a pequena contribuição de cada Congregação  transforma-se em uma grande ajuda para as pessoas mais necessitadas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.