Roma (Itália).  No dia 12 de novembro de 2021, aconteceu em Roma, no Auditório João Paulo II da Pontifícia Universidade Urbaniana, a apresentação do livro “Fiz cristão o Papa” de Ferruccio Pallavera, editado pela Livraria Editora Vaticana (LEV), sobre a vida do Padre Enrico Pozzoli, Salesiano de Dom Bosco, missionário que batizou o Papa Francisco em 25 de dezembro de 1936, na Basílica Maria Auxiliadora e São Carlos Borromeo do bairro Almagro de Buenos Aires.

Na apresentação, moderada pelo Dr. Lorenzo Fazzini, Responsável Editorial da LEV, estavam presentes Madre Yvonne Reungoat, Madre Geral emérita do Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora, Irmã Piera Cavaglià  Secretária Geral de 2002 a 2021, Ir. Pascaline Affognon, da Inspetoria AFO, Ir. Lídia Jolanta Pazdzierz da Comunidade Maria Auxiliadora da Casa Geral.

Na saudação introdutória, Pe. Leonardo Sileo, Reitor Magnífico da Pontifícia Universidade Urbaniana, destacou a vocação missionária de Pe. Enrico Pozzoli, sacerdote salesiano: “Conhecer Pe. Enrico permite compreender o Papa Francisco, um Pastor com cheiro de Ovelha, próximo ao seu povo, aos mais pobres, discreto”.  Originário de Senna Lodigiana, pequena cidade da Lombardia (Itália), Pe. Enrico transcorreu 58 anos de sua vida na Argentina, passando ao lado dos migrantes italianos, entre os quais a família do Papa Francisco.

O cardeal Luís Antônio Tagle, Prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos e Grand Chanceler da Universidade Urbaniana, recordou a autenticidade cristã e sacerdotal deste missionário, que soube unir o céu e a terra, evangelizando com relações profundamente humanas: “Todos que se aproximavam de Enrico Pozzoli recebiam a impressão de uma pessoa simples e boa, dotada de extraordinária capacidade de agregar junto a si jovens e menos jovens”.

Pe. Pozzoli acompanhou espiritual e concretamente as pessoas: “Desde os primeiros anos de sacerdócio demonstrou as inatas capacidades de dialogar com as pessoas, de recolher as confidências dos que lhe estavam ao lado, de levar a sério os problemas daqueles que recorriam a ele”.  Era um Apóstolo do Sacramento da Reconciliação. “Jorge Mário Bergoglio, por ele guiado, não entrou na Congregação Salesiana, mas a Igreja ganhou um Papa!”, Soube, de fato, acompanhar o jovem Bergoglio no caminho humano e vocacional, respeitando com discrição sua escolha, como ele mesmo dizia: “Não era o tipo de sacerdote que fazia prosélitos. Informou-se e me disse que os Jesuítas o acolheriam no mês de março”.

O Ministro da Defesa da República Italiana, o Exmo. Lorenzo Guerini, natural de Lodi, falou da fecundidade missionária deste território em que estão presentes os Salesianos de Dom Basco, descrevendo o caráter Lodiano que se distingue pela audácia, abertura e entusiasmo missionário.  “O que molda é o encontro com o outro”: lembrou que Pe. Pozzoli retornou à aldeia  de Senna Lodigiana só quatro vezes, dedicado como foi à missão de orientação espiritual de jovens e adultos.

«Deixou uma recordação muito forte. Foi um  salesiano simples, próximo do povo, um sacerdote que trabalhou muito com os migrantes italianos. Foi o amigo das crianças e dos jovens”, testemunhou Dom Ángel Fernandes Artime, Reitor-Mor dos Salesianos de Dom Bosco, que foi Inspetor da Inspetoria Argentina Sul (ARS) de 2009 a 2013 e pôde conhecer pessoalmente os lugares evocados pelo livro. O Reitor-Mor recordou a necessidade de cuidar das irmãs e irmãos migrantes de hoje e de ajudar os jovens a descobrir a sua vocação na Igreja e na sociedade.

Ferruccio Pallavera, jornalista nativo de Lodi e autor do livro, agradeceu a riqueza das intervenções. Descreveu as origens da publicação, o trabalho empenhativo de pesquisa para reencontrar notícias sobre o sacerdote e o inesquecível encontro-entrevista com o Santo Padre, graças a que pôde integrar a documentação e dar uma alma ao seu livro, além de um sólido fundamento  histórico-biográfico.

Na conclusão, foi apresentado o vídeo do encontro do Papa com os adolescentes Crismados em Milão, em 2017, em que falava do sacerdote lombardo que o ajudou a crescer na fé:  “Não me esqueço nunca daquele sacerdote. Misericordioso, bom, trabalhador. E assim me ajudou a crescer”.

No extraordinário encontro com as participantes do Capítulo Geral XXIV, em 22 de outubro de 2021, o Papa Francisco doou o livro “Fiz Cristão o Papa” à Madre Geral do Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora, Madre Chiara Cazzuola, exortando, a exemplo do P. Enrico Pozzoli e dos primeiros missionários/as salesianos/as, a “ser comunidades generativas no serviço aos jovens e aos mais pobres. Comunidades missionárias, em saída, empenhadas no anúncio do Evangelho às periferias, com a paixão das primeiras Filhas de Maria Auxiliadora”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.