(Líbano). Em 4 de agosto de 2020, a área portuária de Beirute foi atingida por múltiplas explosões que destruíram o porto e atingiram todo o País do Líbano.  Além das 200 vítimas, mais de 6.000 feridos e cerca de 300.000 pessoas foram deslocadas e precisam de ajuda.

A Inspetoria Jesus Adolescente do Oriente Médio (MOR) uniu-se em oração pelo Líbano, pelas vítimas e pelas famílias que perderam tudo: casa, família, trabalho e futuro.  Junto  às Comunidades Educativas, têm ajudado em várias iniciativas de apoio às famílias.

Diz uma FMA: «A comunidade Kahhale é a mais próxima de Beirute. FMA, Salesianos Cooperadores e Oratorianos começaram a trabalhar imediatamente. Dividiram-se em dois grupos e foram a Beirute. Um grupo preparou sanduíches para as pessoas necessitadas e o outro grupo uniu-se aos demais voluntários das Igrejas para limpar as ruas do entulho, devido à explosão ”.

Os Salesianos Cooperadores realizaram a iniciativa Um café para o Oriente Médio para arrecadar fundos e ajudar as pessoas.  A Comunidade Maria Imaculada Auxiliadora de Kahhale está ajudando a 10 famílias na reparação de casas, portas e janelas destruídas.

Na Comunidade Maria Auxiliadora de Kartaba, três jovens bombeiros que trabalhavam em Beirute morreram após a explosão.  As FMA de Kartaba organizam encontros e momentos de oração com as famílias e pelas famílias que as sustentam; assistem e cuidam de crianças e adultos que não podem viajar a Beirute para tratamento de câncer.

As três escolas, administradas pelas FMA no Líbano, estão apoiando famílias com a redução das mensalidades escolares, assumindo a pobreza, que cresceu devido ao colapso econômico, depois da explosão do Porto, com repercussões em todo o país.  O desemprego no Líbano atingiu mais de 50% da população e a libra libanesa perdeu valor em relação ao dólar em 80%.  A pobreza está se transformando em miséria, desespero, desconfianças nas instituições governamentais.

É necessária uma nova esperança, uma vida mais digna, para reconstruir um país já tão provado por invasões e guerras.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.