Roma, (Itália).  Neste momento de sofrimento e rico de reflexão, celebra-se o Primeiro Dia Internacional da Consciência, uma iniciativa da Organização das Nações Unidas (ONU), criada em 25 de julho de 2019, para promover a paz, a tolerância, a inclusão, a compreensão e a solidariedade.

O Dia Internacional da Consciência é inspirado na Declaração Universal dos Direitos Humanos, que diz: “todos os seres humanos (..-.) São dotados de razão e consciência e devem agir um com o outro em espírito de fraternidade” (arte  1)  A consciência ajuda a entender o que é certo e o que é errado, o que é essencial e o que é supérfluo, a agir com cuidado e amor.  Em sua homilia em Santa Marta, em 4 de abril de 2020, o Papa Francisco disse: “Oremos hoje para que o Senhor dê a todos uma consciência reta, transparente, que pode ser vista por Deus sem ter vergonha”. 

Em sintonia com Associações e Movimentos educacionais e voluntariado social, em particular na Itália, com a Mesa Redonda da Paz, Escolas para a paz, Marcha Perugia-Assis, Libera, Mani Tese e outros, o convite da ONU é uma oportunidade para um compromisso concreto, em meio à pandemia de Covid-19, de seguir um caminho que mantém a esperança despertada,  especialmente para as gerações mais jovens. Nestes nossos dias, são muitos os apelos para viver com responsabilidade, disponibilizar um tempo para despertar a consciência e se reorganizar, mudar estilos de vida, cuidar de relacionamentos e assumir o que realmente importa na vida e na sociedade.

Muitas realidades educacionais e sociais de todo o mundo se organizaram para encontrar maneiras de despertar e dar espaço à consciência e viver eventos juntos através das redes sociais e coletar reflexões, intervenções, música, poesia, mensagens de todos aqueles que desejam colaborar com a mudança para um mundo justo e pacífico.

O Dia Internacional da Consciência está alinhado com a mensagem da Estreia 2020 “Bons cristãos e cidadãos honestos”, que incentiva a Família Salesiana a assumir conscientemente o compromisso sócio-político de ser cidadãs e cidadãos honestos sendo fiéis cristãos.  Educar a consciência de acordo com a ética cristã, baseada em valores evangélicos, leva à contínua conversão pessoal e social e favorece a construção de uma sociedade justa e de paz.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.