Ruvo di Puglia (Itália).  No dia 22 de fevereiro de 2021, no Instituto Sagrado Coração das Filhas de Maria Auxiliadora, em Ruvo di Puglia (Bari) – Inspetoria Meridional Nossa Senhora do Bom Conselho (IMR) – foi feita a apresentação do Conectados, um projeto experimental de combate e prevenção ao bullying e cyberbullying, através do uso responsável, consciente e criativo das redes sociais.

O projeto, de caráter nacional, é realizado pelas Salesianas pelo Social, organização sem fins lucrativos dos Salesianos de Dom Bosco da Itália e, como organizações parceiras, Turismo Juvenil Social (TJS) e Rodas de conversa Socioculturais Juvenis sobre Cinema (CJS), em colaboração com o Ministério do Trabalho e das Políticas Sociais.

Para a realização do Conectados, concebido numa lógica de aliança entre gerações e territórios, foram envolvidos 19 escritórios presentes em 18 Regiões italianas, a fim de atingir cerca de 4.000 destinatários entre professores, animadores/educadores dos centros juvenis, pais e menores de idade entre os 11 e 16 anos.

Os objetivos do projeto são: prevenir o desenvolvimento de comportamentos de bullying entre adolescentes nos contextos educativos; aumentar a capacidade de professores e educadores para gerir situações relacionais agressivas entre adolescentes; melhorar a qualidade das relações entre os serviços de educação formal e não formal e as famílias; aumentar nos adolescentes a qualidade de serem protagonistas de experiências de prevenção e cidadania, incrementando as suas habilidades digitais e comunicativas.

Ao mesmo tempo, cuida-se da formação de pais e educadores, que têm a oportunidade de aprofundar esses fenômenos e vivenciar como o uso responsável, consciente e criativo das redes sociais pode ter implicações positivas na relação educativa.

Na apresentação do Conectados, que em breve será lançado no Oratório Centro Juvenil (OCJ) de Ruvo di Puglia, a Diretora da Comunidade das FMA, Irmã Imma Milizia, destacou como este projeto de prevenção ao bullying constitui uma oportunidade de crescimento, tanto para os/as 30 adolescentes do OCJ e do Centro de Formação Profissional escolhidos como participantes, quanto para as pessoas de sua cidade. Concluiu desejando um bom envolvimento da Comunidade Educativa nas atividades, em benefício da sociedade.

A responsável pelo projeto, Irmã Liberata Schiavello, recordou, a seguir, os objetivos principais e o valor acrescido pela formação comum num projeto em que todos são parte ativa, com o único objetivo da prevenção, numa aliança intergeracional.

Em sua fala, a Dra. Maria Pagano, Psicóloga, falou do bullying como fenômeno que não deve ser subestimado, também do ponto de vista legislativo.  Contando algumas histórias que aconteceram, destacou como muitas vezes são episódios difíceis de superar, que marcam a vida, por isso é importante a prevenção.

Concluindo, os animadores sociais e os voluntários do projeto ilustraram a oficina que vão projetar e construir com os/as adolescentes, para deixar uma marca tangível deste caminho que os fará trabalhar juntos e Conectados, como protagonistas ativos na prevenção, para construir boas relações no mundo real e no virtual.

1 COMENTÁRIO

  1. Qué significativa propuesta!!! Gracias por compartirla!!! Sería posible tener el proyecto para trabajarlo con nuestras comunidades? Muchas gracias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.