Roma (Itália).  No mês de maio dedicado a Maria, o Papa Francisco expressou o desejo de uma “maratona” de oração para pedir o fim da pandemia e a retomada das atividades sociais e de trabalho.  A iniciativa, confiada ao Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização (PCPNE), envolve os Santuários marianos de todo o mundo, de onde, todos os dias, será rezado o Santo Rosário.

À luz da expressão bíblica “De toda a Igreja subia incessantemente a oração a Deus” (At 12,5), trinta santuários representativos do mundo foram escolhidos para orientar a oração mariana todos os dias do mês de maio, e será transmitida pelos canais oficiais da Santa Sé, às 18 horas, hora de Roma.

O convite foi estendido “a todos os Santuários do mundo, a fim de promover a difusão da iniciativa nas respectivas Regiões, de modo a chegar aos sacerdotes, às famílias e aos fiéis, convidando-os a unirem-se a esta oração de intercessão e esperança  à Santíssima Virgem” (Comunicado de Imprensa PCPNE).

Cada dia do mês será caracterizado por uma intenção de oração pelas categorias de pessoas mais afetadas pela pandemia, incluindo aquelas que não puderam cumprimentar seus entes queridos, os trabalhadores da saúde, os pobres, os sem-teto e as pessoas em dificuldade financeira e por todos os falecidos.

A iniciativa visa a promover a participação do povo, para que se realize uma oração contínua e difundida em todos os ambientes, também através dos meios de comunicação: “Este chamado comunitário busca realizar uma oração contínua, distribuída nos meridianos do mundo, que sobe incessantemente de toda a Igreja ao Pai por intercessão da Virgem Maria. Por isso os Santuários são chamados a promover e solicitar, tanto maior quanto possível, a participação do povo, para que todos possam dedicar um momento à oração quotidiana, no carro, na rua, com o smartphone e graças às tecnologias de comunicação, pelo fim da pandemia e a retomada das atividades sociais e de trabalho”.

No dia 1º de maio de 2021, o Papa iniciará o mês de oração da Basílica de São Pedro em Roma, diante do ícone de Nossa Senhora do Socorro, venerado já no século VII, sobre o qual, na última restauração de 2013, foram entalhadas as palavras “Socorre-nos” e “Papa Francisco”, confiando assim o Papa a Nossa Senhora do Socorro. Nesta ocasião, o Papa abençoará rosários especiais que serão enviados aos trinta santuários envolvidos na “maratona”. No dia 31 de maio será concluído o mês mariano, dos Jardins Vaticanos de Roma.

“Maria é aquela que, nas núpcias de Caná, estava atenta às necessidades dos esposos e é ela que continua a estar atenta a nós também hoje.  Especialmente em tempos difíceis.  E é neste período conturbado que devemos recorrer a Ela, nossa Mãe” (Pe. Stefano Cecchin, Presidente da Pontifícia Academia Mariana Internacional).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.