Comunità S. Giovanni Bosco di Saltillo, Coah (MMO)

Monterrey (México) Esse momento de crise devido à pandemia trouxe grande criatividade e generosidade às Comunidades Educadoras da Inspetoria Mater Ecclesiae, no México (MMO).

A Comunidade Maria Auxiliadora de Reynosa, composta por 7 Filhas de Maria Auxiliadora, normalmente leva comida para 12 pessoas todos os dias a Tamaulipas, uma cidade com um grande número de migrantes na fronteira com os Estados Unidos (Texas).  Devido à pandemia, o número de solicitações aumentou rapidamente, tanto que as FMA agora fornecem 100 refeições por dia.  Toda a comunidade, das FMA, desde 90 anos até a mais nova, dá sua contribuição cozinhando, servindo, lavando as panelas e ajudando sempre que necessário.  Ao publicar o que estavam fazendo, no Facebook, as FMA se uniram aos ex-alunos e outros voluntários que se uniram a eles na colaboração com alimentos, contribuições financeiras e ajuda à distribuição.

Outra experiência significativa é a da Comunidade São João Bosco de Saltillo, Coah, que tem como obra o Jardim de Infância, Escolas Primárias e Secundárias, de  1 * e 2 *grau.  Uma ex-aluna, que também é cooperadora salesiana, Dra. Rosaura Gómez del Bosque, é diretora de uma Clínica.  Quando a epidemia de Covid-19 chegou a Saltillo, compartilhou com as FMA a preocupação de fornecer equipamento de proteção e segurança no trabalho aos 280 funcionários pelos quais é responsável.  Primeiro, pediu às FMA imagens e medalhas de Maria Auxiliadora: todas as manhãs, antes de começar o dia, convidava todos os funcionários a orar, confiando a obra a Deus e pedindo a benção a Maria Auxiliadora.  Então, convidou um padre para uma celebração penitencial dentro da estrutura da clínica com toda a equipe médica e de serviço, que participou com respeito, fervor e fé.  Ainda preocupada com a segurança da equipe e incentivada pelo exemplo de Dom Bosco, começou a bater na porta de familiares, ex-alunos, pais da escola e logo a solidariedade de muitas pessoas tornou possível as compras mais urgentes.

As FMA da  Comunidade se disponibilizaram para fabricar máscaras de proteção, de pano, resistentes e reutilizáveis. Também tiveram a idéia de embalar cada peça produzida em um saco plástico transparente com uma imagem de Maria Auxiliadora dentro.

A Dra. Rosaura pediu ajuda novamente, dizendo que havia encontrado o tecido apropriado para fabricar galochas cirúrgicas e a Comunidade começou a trabalhar colocando as galochas em sacolas com a mensagem: “Não se preocupe, eu estou com você: Jesus”.  Depois, foi a vez das capas cirúrgicas, embrulhadas em uma fita de papel com a frase: “Maria, ensina-nos a fazer o que Ele nos diz”.

A Comunidade das FMA, composta por oito irmãs, apreciaram muito essa experiência, principalmente ao receber fotos de quem vestia as capas.  É um grão de areia, mas que torna visível a mão providente de Deus e a ajuda de Maria.  A Comunidade é grata por poder servir as pessoas que estão dando sua vida naquela Clínica, além do compromisso apostólico generoso e incondicional de ex-alunos como a Dra. Rosaura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.