Roma (Itália) Em 30 de junho de 2020,  realizou-se a reunião on-line organizada pelo Âmbito para a Pastoral Juvenil, com as Coordenadoras Inspetoriais da PJ e outras participantes, Filhas de Maria Auxiliadora e leigas, pertencentes às Inspetorias da Conferência Inspetorial África – Madagascar  (CIAM).

O encontro – sob o título “Deus está fazendo uma coisa nova” (cf. Is 43,19), com o objetivo de fazer uma leitura conjunta de fé da experiência da pandemia de Covid-19, na qual estão envolvidas as Comunidades Educativas das FMA da CIAM – foi coordenado pela Irmã Runita Borja, Conselheira Geral para a Pastoral Juvenil, juntamente com as Colaboradoras do Âmbito.

A reunião foi aberta com a Oração Comum pela Terra e pela Humanidade – proposta pelo Papa Francisco em 24 de maio de 2020 por ocasião do quinto aniversário da Encíclica “Laudato Si” – invocando ajuda para “mostrar solidariedade criativa ao enfrentar os  consequências dessa pandemia global” e coragem “para abraçar as mudanças voltadas à busca do bem comum“, num tempo em que se experimenta “estarem todos interconectados e interdependentes “.

A seguir, a escuta da experiência de cada Inspetoria deu a oportunidade de compartilhar e conhecer como estão vivendo as crianças, adolescentes e jovens, pais e educadores (das Comunidades Educativas das realidades nas quais as FMA estão presentes) nesse tempo de afastamento dos ambientes educativos, das igrejas e locais de culto, devido ao bloqueio causado pela pandemia de Covid-19.  Nesse sentido, as coordenadoras Inspetoriais da PJ, juntamente com as FMA e leigas das  respectivas Inspetorias, prepararam e compartilharam uma Apresentação, seguindo um caminho de reflexão comum.

O Covid-19 está se espalhando no continente africano e, embora o número dos contágios pareça modesto em comparação com outros Continentes, como expressaram os participantes, “o vírus já está causando uma crescente pandemia de fome“, causando um geral empobrecimento socioeconômico e ameaçando as categorias mais vulneráveis, como mulheres e quem vive da economia de subsistência. Para muitos adolescentes e jovens, especialmente meninas, “o compromisso e o esforço para alcançar as metas escolares e acadêmicas agora parecem naufragar“.

A situação de confinamento, portanto, afeta a missão educativa, estimulando uma conversão pastoral: à distância dos jovens, as Comunidades Educativas redescobrem a importância de “fazerem-se próximas deles” em vez de “fazer atividades” para eles.  As participantes relataram gestos e modalidades para sensibilizar a população e implementar ações preventivas contra a epidemia de Coronavírus, frequentemente em colaboração com a Igreja local e Organizações civis e governamentais.  Algumas Inspetorias da CIAM também dispõem de clínicas, dispensários e ambulatórios que permaneceram abertos e funcionando até o momento, continuando a desenvolver o próprio serviço social e de saúde na área.

As palavras finais da Irmã Runita, citando a Circular n° 999 da Madre Geral das FMA, são um lembrete:

  • fé”, a única força verdadeira. O Espírito Santo nos escolhe como seus colaboradores e colaboradoras. Somos convidadas a aprofundar o significado deste chamado “;
  • fazer a experiência de comunhão e colaboração, que se expande das Comunidades a todo o Instituto, às Igrejas locais, aos contextos socioculturais em que se atua: “O apelo do Papa Francisco por um novo Pacto Educacional Global reaviva o compromisso para e com as jovens gerações, levando a sério o compromisso de cuidar da Casa Comum, a fim de garantir o futuro para as novas gerações “;
  • procurar formas criativas de promover concretamente a sustentabilidade através de um estilo de vida, de acordo com a Encíclica ”Laudato si”;

A frase de Santo Inácio de Loyola: “Ore como se tudo dependesse de Deus e trabalhe como se tudo dependesse de você”, uma Ave Maria rezada nas diversas línguas dos participantes e as saudações finais, encerraram a reunião on-line.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.