Roma (Itália). De 1 a 7 de julho de 2021, Ir. Maria Luisa Miranda, Conselheira Geral do Âmbito para a Família Salesiana do Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora e as Colaboradoras do Âmbito, realizaram encontros online com as Formadoras e Delegadas da FS das nove Conferências Interinspetoriais.

O objetivo dos encontros foi apresentar o Guia Metodológico “Nós Somos a Família Salesiana” preparado pelo Âmbito para a Família Salesiana com os elementos essenciais para dar a conhecer a Família Salesiana às comunidades formadoras do Período de Verificação e Orientação, Postulado e Noviciado, para acompanhar as jovens em formação inicial a conhecer a realidade da grande família carismática e sentir-se parte ativa dela.

Na apresentação do Guia, Madre Yvonne Reungoat, Superiora Geral do Instituto FMA escreve:

Todos os Grupos que a integram levam ao mundo inteiro, segundo modalidades e âmbitos privilegiados, o espírito e a plenitude da doação a Deus e ao mundo juvenil. Nossas Constituições afirmam: “Nosso Instituto é parte viva da Família Salesiana que atualiza na história, de várias formas, o espírito e a missão de Dom Bosco, expressando sua perene novidade” (C. 3). As Filhas de Maria Auxiliadora são chamadas a dar a sua original contribuição feminina e mariana para o crescimento da comunhão e da colaboração na Família Salesiana” (cf. C. 129).

Irmã Nieves Reboso, Conselheira geral do Âmbito da Formação, ao saudar os participantes dos vários encontros, sublinhou a importância de criar sinergias, convidando-os a conhecer e a vivenciar este ‘legado de comunhão’: “Somos responsáveis ​​pelo crescimento vocacional dos vários Grupos, para dar a conhecer a nossa vocação e a dos outros Grupos da Família Salesiana. É urgente descobrir e valorizar em igual medida o papel que cada membro desempenha na Família. As tarefas serão diferentes, mas a experiência e a paixão de transmitir e fazer viver este carisma é o desafio de cada um”.

A metodologia utilizada para as Fichas é a do Design para mudança, baseado em 4 fases – sentir, imaginar, agir, partilhar – o que leva a compreender empaticamente as situações, a imaginar e implementar soluções através de um trabalho de forma colaborativa, concreta e propositiva. Como assinala Madre Yvonne Reungoat na apresentação, é uma metodologia que “privilegia a atividade das jovens, as ajuda a refletir sobre o que já sabem, a descobrir o que ainda não tiveram a oportunidade de vivenciar e apreciar, a planejar um caminho “novo” e mais eficaz de ser FMA numa Família muito maior, em colaboração criativa e fiel ao sonho do Fundador, para começar a projetar-se para o próprio futuro de educadoras, empenhadas em envolver todas as forças pelo bem do mundo juvenil.

Os encontros com as Conferências Interinspetoriais permitiram partilhar nas diversas línguas um subsídio formativo com o objetivo de entrar em comunhão com as realidades presentes na Família carismática nascida do coração de Dom Bosco e dos seus filhos, para ser, na Igreja e no mundo, geradora de uma nova vida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.