Lima, (Peru).  No dia 22 de maio de 2001, na Comunidade Irmã Antonietta Bohm de Lima Surco, na Inspetoria S. Rosa de Lima (PER), o Senhor da Vida introduziu na Páscoa eterna Ir. Matilde Nevares Vidal, Filha de Maria Auxiliadora, Conselheira Geral por 18 anos.

Nascida em Lima (Peru) em 16 de janeiro de 1938, entrou, na idade de 4 anos, no Colégio Maria Auxiliadora, onde frequentou o Curso Superior por desejo de sua mãe, que estimava muito as Filhas de Maria Auxiliadora.  Apaixonada pelo magistério, Matilde obteve o título de professora e, por um período, lecionou numa escola pública.  Foi então que ouviu o chamado do Senhor.  Entrou no Instituto em 1959 e emitiu os primeiros votos religiosos em 5 de agosto de 1963.

A vida religiosa da Irmã Matilde, marcada por apelos inesperados, aos quais sempre respondeu “sim”, por amor a Jesus e forte sentimento de pertença ao Instituto das FMA, concretizou-se no serviço incondicional nas várias responsabilidades que lhe foram confiadas. No Capítulo Geral XVIII (1984) foi eleita Conselheira Visitadora e no Capítulo seguinte, em 1990, Conselheira geral para a Formação, serviço que realizou por dois sexênios, trabalhando intensamente na formação inicial e permanente das FMA, levando à redação do Documento: “Nos Sulcos da Aliança.  Projeto formativo das FMA”, com a contribuição e envolvimento de todas as FMA.

Irmã Matilde, mulher madura e muito humana, capaz de atenção às pessoas, viveu sua vida de consagrada com concretude, simplicidade e humildade; muito enraizada no carisma salesiano que amava e sabia transmitir no acompanhamento de tantas Irmãs. Era uma mulher de profunda e contínua oração, enamorada por Jesus e Maria. Tinha grande capacidade de relação e sabia tornar simples as coisas complicadas. Era vivaz e de grande senso de humor. Sua simplicidade e humildade combinavam bem com o estilo delicado que tinha ao se dirigir aos outros, conquistando os corações com sua gentileza e com gestos de humanidade e fraternidade.

Irmã Pina Del Core, FMA que durante doze anos teve a alegria de colaborar com ela no âmbito da formação, testemunha: “Foi um tempo de graça, de verdadeira escola de santidade simples, humilde e profunda! Viveu uma experiência humana e espiritual verdadeiramente rica e fecunda. Pude encontrar na sua concretude e visão, realismo e grandes horizontes ideais, inteligência e sabedoria, generosidade e prudência, verdade e caridade, admiravelmente conjugadas na vida quotidiana, nas relações interpessoais como no serviço de animação e governo, na procura para soluções como na atenção humilde e respeitosa às pessoas. Sua partida para o céu após um caminho de sofrimento e purificação aconteceu na vigília de Pentecostes: feliz coincidência! Ela, que mesmo sem palavras, tinha uma ‘queda‘ especial para com o Espírito Santo, sempre em escuta do sopro de vida e esperança presente em cada realidade e pessoa que encontrasse no seu caminho, desejosa de perscrutar o horizonte, de se abrir ao sopro da alegria e capaz de permanecer forte nas tempestades da vida.  Que o Espírito Santo seja agora para ela o verdadeiro Consolador, via privilegiada de comunhão com Jesus, para o cumprimento pleno da sua existência inteiramente doada”.

Era mãe e, com sua típica capacidade de discernimento, sabia acompanhar as Irmãs, leigos, adolescentes e jovens.  Com suas palavras cordiais sabia chegar ao coração, ser firme e exigente quando fosse necessário, embora, às vezes, isso lhe causasse sofrimento.

Mulher rica na fé, toda manhã, levantava cedo para encontrar o Senhor na oração e na meditação da Via Sacra, que era a base da sua fidelidade como confiava às Junioristas. Dizia também que o Rosário era seu companheiro de viagem. Para todos, Irmã Matilde era uma mulher humilde, espontânea, de bom senso, com os pés no chão, sem formalidades, que podia ser chamada de dia ou de noite e sempre era encontrada disponível. Una Juniora testemunha: “Tinha um intuito único sobre a vocação. Senti-me profundamente compreendida e podia confiar nela em tudo”.

Muitas Filhas de Maria Auxiliadora em todo o mundo expressam gratidão ao Senhor pelo bem recebido de Irmã Matilde durante o caminho vocacional inicial e permanente.  A profundidade espiritual e a sensibilidade humana que a caracterizavam são testemunhas da beleza da vocação salesiana vivida com espírito de simplicidade, responsabilidade e grande liberdade interior.

Irmã Matilde esteve sempre acompanhada da presença de Maria Auxiliadora.  Um Bispo salesiano escreveu sobre ela: “Irmã Matilde era uma verdadeira imagem de Nossa Senhora para as jovens Irmãs. Sou feliz tendo-a conhecido”.

Madre Yvonne Reungoat na Mensagem para as exéquias da Irmã Matilde Nevares expressa gratidão por sua vida que foi um louvor ao Senhor e um sinal luminoso no instituto das FMA:

“Irmã Matilde já goza de plena vida em Deus e repousa junto a Maria Auxiliadora. Tenho certeza de que, do Paraíso, continuará a estar presente entre nós com a oração pela vossa Inspetoria e por todo o Instituto.  Pedimos-lhe com confiança que invoque do Senhor a proteção sobre o CG XXIV e obtenha numerosas, santas e fiéis vocações como a sua.  Querida irmã Matilde, agora volto-me a ti para dizer-te um grande grazie pelo que foste para todas nós, pela alegria e sabedoria com que realizou o belíssimo dom que Deus te fez: ser Filha de Maria Auxiliadora, feliz por pertencer a uma família que é toda de Maria e que soubeste amar com coração de filha! Obrigada, Irmã Matilde, também em nome das Irmãs que te conheceram e que não te esquecem!”.

7 COMENTÁRIOS

  1. Expresso minha profunda gratidão por Ir. Matilde Nevares, me acompanhou com simplicidade, capacidade de escuta e sabedoria no meu serviço na formação. Sabia inspirar confiança, ampliar horizontes, fortalecer na fé e na esperança. Gratidão!

  2. Gracias Sor Matilde por todas sus enseñanzas, por su manera de ser, ahora que ha partido, conozco un poco más de usted y como desde niña, con solo ver su sonrisa y su mirada de ternura, me inspira a ser siempre una verdadera hija de María Auxiliadora. Descanse en paz y recibame cuando yo parta.

  3. May she rest in peace and enjoy the heavenly reward which she so deserved through her life of dedication and service to the Institute. Intercede for many vocations dear Sr. Matilde!

  4. Grazie infinite cara Suor Matilde! Grazie per il dono della tua vita; per i semi di gioia e di fedeltà sparsi anche qui, in questa terra congolese, con le tue mani laboriose, con le tue parole chiare, coi tuoi sguardi penetranti, col tuo sorriso franco e spontaneo, con le tue risposte giuste e opportune. Riposa nella pace e, dal cielo, ottienici il dono della perseveranza finale.

  5. Sr. Matilde
    Grazie della sua presenza con noi, come studente al Pedagogico di Torino, poi…
    Prego con tutto di cuore per Lei, e…. non potendo esprimermi bene, finisco questa. Ma sempre prego neh! sr.rosita(GIA)
    con me pregano anche le sorelle di BEPPU (GIA)

  6. sei stata una grande donna, una Madre, uno splendido esempio di FMA! Continua ad accompagnarci e a starci accanto, ci lasci un’eredità importante e un pezzo del tuo cuore! Grazie cara Matilde, una benedizione averti incontrata!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.