Nápoles (Itália) Diante da ameaça do coronavírus, que levou ao cancelamento de muitos encontros agendados, as Filhas de Maria Auxiliadora da Inspetoria Meridional Nossa Senhora do Bom Conselho( IMR) e os Salesianos de Dom Bosco do sul da Itália e da Albânia,  decidiram não cancelar a experiência usual dos exercícios espirituais dos jovens, mas oferecê-la de 3 a 5 de abril de 2020, através da mídia, na inédita forma online.  A proposta, feita a jovens italianos de 18 a 30 anos e, na Albânia e Kosovo, também aberta a adolescentes, recebeu a participação de cerca de 150 jovens.  O tema comum era “a cura realizada por Jesus”, mais apropriada do que nunca neste tempo de “enfermidade”.

A experiência é contada diretamente pelos jovens que participaram:

«Em uma situação “normal” não haveria “Quaresma Viva Online” e faz mais de um mês que o mundo não experimenta mais uma situação “normal”, mas é no “extraordinário” dos acontecimentos que muitas vezes se escondem as experiências mais belas e significativas.

E a versão deste ano da Quaresma Viva não foi negada, muito pelo contrário.  Honestamente, a idéia de poder experimentar exercícios espirituais na frente de uma tela de computador, no começo, parecia um pouco estranha para todos, especialmente para aqueles que abordaram essa experiência pela primeira vez.  De fato, já após a primeira conexão, tudo parecia “normal” e imediatamente entendemos a seriedade e a profundidade dessa estranha experiência que vivemos juntos, permanecendo cada um em seu próprio quarto.  Estávamos distantes com o corpo, mas próximos com a alma. 

É claro que estávamos acostumados a nos encontrar, a nos abraçar, a sorrir um para o outro e a orar juntos, mas, mesmo que cada um de nós estivesse em sua própria casa a centenas de quilômetros um do outro, e essas coisas, antes, não faltassem, realmente  neste ano, conseguimos apreciá-las ainda mais com a distância. 

O que significou para nós, jovens, a Quaresma Viva, é difícil explicar para aqueles que não fizeram a experiência: estávamos quatro vezes por dia na frente de uma tela para não perder os encontros que Alguém havia marcado para cada um de nós, sabe-se lá, há quanto tempo. 

O momento de compartilhar foi certamente o mais particular de todos: nos deparamos com temas importantes e fortes ao mesmo tempo, sendo chamados a colocar ordem em nossa desordem interior e compartilhar com outras pessoas nossos problemas, pensamentos, medos  e isso nem sempre é fácil, especialmente se, do outro lado da tela, você sabe que existem tantos desconhecidos que você nunca teve a sorte de olhar nos seus olhos, mas nessas noites era tão natural abrir o próprio coração para o outro  que estava ali simplesmente disposto a ouvir.

No capítulo 6 de Mateus, Jesus diz: “Quando você orar, entre no seu quarto e, fechando a porta, dirija a oração a seu Pai que está em segredo; e seu Pai, que vê em segredo, o recompensará”.  Nenhuma outra passagem do Evangelho expressa melhor o que aconteceu na Quaresma Viva: Jesus passou entre nós, entrou em nossas casas, bateu à porta do nosso quarto, sentou-se ao nosso lado e estava conosco o tempo todo .  Essa foi a nossa maior recompensa: saber e sentir que em tempos difíceis, onde quer que estejamos, ele está sempre conosco para nos apoiar e encorajar.

Um dos mais belos ensinamentos da Quaresma Viva provavelmente nos foi dado por Dom Gianpaolo e Irmã Giuliana que, juntamente com os outros sacerdotes e as FMA, nos mostraram  como podemos fazer algo quando há vontade de fazê-lo, apesar de existirem milhares de impedimentos. Já haviam planejado todos os meses, mas, em pouco tempo, tudo precisava ser reinventado: novos argumentos, novas meditações que refletissem a realidade que estamos vivendo e, acima de tudo, uma maneira completamente nova de entrar em nossas casas.  No final, nos sentimos realmente mimados por sua atenção, disponibilidade e organização impecável. 

Nestes três dias, percebemos que, ser salesiano, é realmente uma sorte!  Foi muito bom respirar a amorevolezza e a profunda espiritualidade com que Dom Bosco e Madre Mazzarello, no decorrer de suas vidas, tiveram que lutar contra a doença, tanto enfermos quanto como enfermeiros.  Sabendo que eles também tiveram momentos difíceis, como o que estamos enfrentando por causa do Coronavírus, os aproximaram muito da nossa realidade e nos deram um passo a mais para nos sentir menos sozinhos.  A verdade é que esses dois grandes santos sempre se revelam atuais, no tempo e na eternidade, e isso nunca deixará de nos surpreender e nos emocionar. 

A experiência que fizemos foi uma experiência real de partilha, confronto e conhecimento Vivo, mesmo que à distância;  ajudou-nos  a crescer e a nos enriquecer interiormente, sendo capaz de acender um fogo dentro de nós e nos fazer ver, no fundo do túnel desses dias, uma luz ofuscante e sempre presente, que é a da fé. 

Provavelmente nem todos terão logo sentido todas essas sensações positivas, mas, mesmo que uma experiência não deixe sua marca imediatamente, isso não significa que foi inútil. Talvez tenha tocado a profundidade do coração e precise apenas de um pouco de tempo para aparecer.  Na prática, é como se a Quaresma Viva tivesse plantado em cada um de nós uma semente,  que, mais cedo ou mais tarde, produzirá seus mais belos frutos.  Agora, nossa tarefa é ensinar aos que estão próximos que, neste período difícil, além de sorrir com os olhos, é preciso aprender a olhar com o coração, porque é possível estar perto, mesmo estando longe”.

Desirė Schiavone – Fragagnano (TA)

videochat esercizi giovani Albania

«Uma experiência completamente nova foi a que envolveu os jovens do Sul da Itália e 10 membros da equipe SDB e FMA, unidos pelo desejo de se confrontar com a palavra de Deus, uma “Quaresma viva” que, no particular contexto histórico que atravessamos e, na impossibilidade de realizá-la como de costume em Grumento, aproveitou a oportunidade para implementar o tema da proposta pastoral salesiana do ano: “Você pode ser um santo aí onde está”.  Cerca de cem jovens dos oratórios da Inspetoria Meridional se viram completamente imersos, cada um na própria casa, ali onde estava, numa experiência que enriqueceu o conhecimento e que permitiu a cada um abrir não apenas seus olhos, mas também seu coração à profundidade da mensagem que a Palavra deixou.

Os jovens, acompanhados pelos salesianos e pelas Filhas de Maria Auxiliadora, em um estilo completamente novo, em uma plataforma on-line, distante, mas unida com coração e oração, tiveram a oportunidade de “se desconectar” da vida cotidiana, mesmo estando na própria casa, para deixar-se guiar na jornada quaresmal e preparar-se à Páscoa, à ressurreição de Jesus que levou nossas fragilidades com ele, curando nossas feridas, como somente um bom médico pode fazer.  Dias intensos aqueles que viveram de 3 a 5 de abril, graças a momentos de escuta, reflexão pessoal e partilha.

Um caminho desenhado a partir da experiência que todos estão vivendo, no contexto particular histórico da pandemia, no qual percebemos que “não são os saudáveis ​​que precisam do médico, mas os doentes”.

Assim, entre os vários momentos, foi possível encontrar o Senhor e reconhecê-lo como aquele que pode curar feridas e salvar a vida. 

Para entender a agitação, as fragilidades que todos experimentam na vida cotidiana, a figura de Mateus foi apresentada no momento do chamado.  Um cobrador de impostos, apegado às suas próprias ideias, à sua desordem, à qual não queria renunciar .  Mas, após esse chamado, olha para cima, espanta-se , renasce, reencontra a ordem inicial.

Então a figura da mulher samaritana foi apresentada.  Também fechada dentro de suas paredes, vive uma desordem relacional.  O Senhor rompe as barreiras, fala com a mulher, pede-lhe de beber, sente “sede” de se relacionar com ela.  Ele quer curá-la,  trazer ordem para essa desordem interior.  Graças ao encontro com esse homem, a samaritana recupera seu equilíbrio e está pronta para ir ao encontro dos outros, para doar-se.  Um Deus que entra em relacionamento com a humanidade, um Deus que nos escolhe como seus interlocutores para curar nossa desordem interior, nosso apego às coisas e ideias. 

O confronto com a experiência salesiana foi certamente de grande importância.  Os dois pilares desta grande família foram levados em consideração, as “estrelas no coração da noite”: Main (Maria Domingas Mazzarello) e Dom Bosco.  Ambos experimentaram doença, fragilidade e limitação.  Mas do sofrimento aceito, renasceram. Viveram sua doença com serenidade, confiando em um amigo especial, um pai, o Senhor que tinha novos planos para eles.  Uma verdadeira amizade, que os ajudou a identificar os passos da própria vida, a encontrar o caminho certo que Alguém havia reservado para eles. 

Assim, no silêncio de nossos aposentos, dedicamos tempo à reflexão: “Entre no seu quarto e, quando a porta estiver fechada, reze em segredo a seu Pai” (Mt 6,6).  Experimentamos sentir-nos um pouco doentes, precisando de ajuda, para experimentar a doçura de um médico que cura as feridas, que põe ordem em nossas desordens, que, nos momentos de limite, indica o caminho que sempre reservou  para cada um. 

Quando se tem medo, torna-se vulnerável.  Nesta fragilidade, é difícil confiar em si mesmo.  Muitas vezes, voluntariamente, levanta-se um muro, fechando-se na desordem do próprio coração. 

É um grande desafio olhar nos olhos as nossas fragilidades, a parte mais profunda, aquela da  qual sentimos vergonha, aquela que nos assusta. 

Mas a sorte é que existe aquele amigo que tem “sede” de se relacionar conosco, aquele médico “que não cura os saudáveis, mas os doentes”.  Ele está pronto para tomar-nos pela mão, para nos acolher, para nos amar por aquilo que somos.  Diante de tantas certezas que desmoronam, do sentimento de abandono que aperta o coração, há uma voz que diz: “Coragem, abra seu coração para mim”.  É a voz de um Pai, que traz ordem à nossa desordem, que dá vida à nossa vida.

Esta “Quaresma viva” certamente deixou uma marca, tanto pela maneira completamente inovadora quanto pela profundidade da mensagem semeada no coração de cada um».   Lorenza Di Bitonto – Ruvo di Puglia (BA)

videochat esercizi giovani IMR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.