Buenos Aires (Argentina). O VIII Congresso Internacional de Maria Auxiliadora está se desenvolvendo em um clima de cordialidade e de festa, características do espírito de família da espiritualidade salesiana. E não poderia ser diferente, visto que acontece ao redor da figura de Maria Auxiliadora, Mãe e Mestra da Família Salesiana.

A Eucaristia de inauguração do Congresso, o desfile de bandeiras de todos os países participantes e a noite festiva constituiram uma introdução que colocou todos na mesma sintonia de corações e de espírito. Verdadeiramente foi oportuna a apresentação da santidade salesiana com a encenação do encontro do Papa Francisco com Dom Bosco, Madre Mazzarello, Mamãe Margarida e com os Santos salesianos que floresceram nesta terra dos sonhos de Dom Bosco: Laura Vicuña, Zeffirino Namuncurá e Artêmide Zatti. A dramatização chamou todos os presentes a encontrar em si a determinação para caminhar com alegria na via da santidade salesiana, vivida na heroicidade do cotidiano.

Com a Boa Noite o Reitor Mor encerrou o dia, chamando duas irmãs indígenas Ibororos que pertencem à ADMA, como frutos da missionariedade salesiana, que concluiram a noite com um canto a Maria na própria língua nativa.

A manhã seguinte começou com a celebração da Eucaristia em diversas línguas e diversos lugares. Pe. Roberto Carelli apresentou o percurso da fé em Maria com o discurso: “Maria, as cores da fé”. Muito interessantes os testemunhos marianos que ofereceram concretude a quanto Pe. Carelli expôs.

À tarde, depois de um  tempo de Adoração ao Santíssimo na Basílica de Maria Auxiliadora, Pe. Gustavo Cavagnari, sdb, apresentou à assembleia o tema: “Caminhar com os jovens nos passos de Nossa Senhora da Urgência”, onde, à luz da Visitação, trouxe perguntas e um chamado a uma Pastoral Juvenil que seja realmente anúncio do Evangelho e leve ao contágio e à experiência da fé “intergeracional”. Não faltaram, depois, testemunhos de grupos, de famílias, de pessoas que puseram em evidência a concretude da presença de Maria na vida ordinária e a sua força evangelizadora e transformadora. A oração do Terço nas diversas línguas encerrou as atividades da tarde.

Madre Yvonne Reungoat deu uma tonalidade especial ao evento com sua cordialidade e proximidade à Familia Salesiana e com a entusiasta participação aos cantos e aos momentos de animação vividos pela assembleia. Com sua Boa Noite encerrou a intensa jornada, renovando o chamado à Família Salesiana para um amor renovado a Maria, que seja força evangelizadora e apelo a uma pastoral vocacional para toda a realidade salesiana.

Mais tarde, o Reitor Mor, a Madre Geral, Renato Valera, presidente da ADMA Primária e Dagmar K, Responsável Maior do Instituto Secular das Voluntárias de Dom Bosco (VDB), no primeiro Santuário na América, dedicado a Maria Auxiliadora, que se encontra na Casa das FMA, tiveram um interessante diálogo aberto com um grupo de jovens provenientes das diversas obras salesianas e com os participantes do Congresso.

A presença das Filhas de Maria Auxiliadora ao Congresso ADMA é numerosa e significativa, trazendo ao evento o “rosto feminino e mariano” que são chamadas a levar, também através da numerosa presença de Ex-alunas/os das FMA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.