(Índia). No segundo ano de preparação para o centenário da chegada das primeiras missionárias na Índia (1922-2022), as Filhas de Maria Auxiliadora e as Comunidades Educativas da Conferência Interinspetorial PCI, formada por sete Inspetorias indianas, viveram dois eventos online.

No dia 21 de novembro de 2020, foi transmitido ao vivo no canal YouTube para todas as Comunidades Educativas, um momento de oração interinspetorial ao vivo pelo início do 2º ano em preparação ao Centenário sobre o tema: “Acolher uma entrega: ‘A ti as confio’ – Reavivar o espírito de família e reforçar a comunhão”. A inspetoria Coração Imaculado de Maria de Shillong (INS) conduziu a celebração na qual a Inspetora, Ir. Elizabeth George, exprimiu a sua mensagem recordando a significatividade, para a Conferência PCI, deste acontecimento histórico e retomou o tema do Capítulo Geral XXIV. No final da oração, cada participante, segurando uma vela acesa na mão, assumiu o compromisso de compartilhar o carisma salesiano na sua própria realidade.

 “Celebrando a memória das Pioneiras” é o evento que aconteceu no dia 22 de novembro de 2020, dia em que se comemorou o aniversário da chegada das primeiras FMA à Índia, há noventa e oito anos. Ir. Margaret Amalanathan, Presidente da Conferência Interinspetorial da Índia (PCI) e Inspetora da Inspetoria Nossa Senhora das Neves (INT), acolheu as participantes, em particular à Madre Geral do Instituto FMA, Ir. Yvonne Reungoat, que ligou de Roma.

As Inspetorias apresentaram o vídeo com um breve perfil da vida de cada uma das seis FMA pioneiras que chegaram a Tanjore, no estado de Tamil Nadu, em 22 de novembro de 1922: Ir. Teresa Balestra, como Diretora, Ir. Catherina Marnetto, Ir. Maria Angeleri, Ir. Luigina Appiano, Irmã recomenda Tarricone e Irmã Teresa Merlo, guiada pelo P. Giorgio Tomatis, missionário salesiano de Dom Bosco que regressava à Índia. Uma vez em Tanjore, encontraram uma pequena casa vazia, mas não perderam a alegria de estar em missão e de poder praticar a pobreza e o desapego mornesino. Foram bem acolhidas pelos habitantes locais, cristãos e não cristãos, que demonstraram respeito e compreensão quando elas erravam o tamil, a língua local. Em poucas semanas, as FMA inauguraram a primeira oficina de corte e costura para meninas, colocada sob a proteção de Maria Auxiliadora. Paralelamente, entrou em funcionamento um dispensário dedicado a S. Maria Mazzarello. A data de 18 de janeiro de 1923, na qual quatro pequenas órfãs foram acolhidas pelas FMA, marca a inauguração do orfanato.

Em seu discurso, Madre Yvonne Reungoat expressou seus melhores votos às FMA em vista do Centenário, convidando-as a renovar o zelo missionário e a oferecer missionárias ad-gentes ao Instituto.

Concluindo, Ir. Euginia Laloo, Coordenadora de Comunicação da Inspetoria Shillong, apresentou um vídeo sobre presenças FMA e a missão das sete Inspetorias indianas. O evento foi coordenado por Ir. Hilda Braganza, Coordenadora Nacional de Comunicação e curado por Ir. Arockia Mary Selvi, Coordenadora de Desenvolvimento Social da Inspetoria INT.

Ambos os encontros online foram acompanhados por mais de 1000 participantes de todas as Comunidades Educativas da Índia, por membros da Família Salesiana, por alunos e Ex-Alunos das FMA.

1 COMENTÁRIO

  1. It was wonderful moment of togetherness as FMA India. May the salesian charism take root and flourish in our land and be brave enough to share it with the others!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.