Tirana (Albânia).  Às 4 horas da manhã de 26 de novembro de 2019 um violento abalo de magnitude 6.4 da escala Richter atingiu Durazzo, Tirana e Alessio. O abalo foi percebido também no restante da Albânia e nos circunstantes Países dos Balcãs. O povo se lançou pelas ruas em busca de lugares abertos e mais seguros, apesar do frio.  Às sete horas da manhã, outro terremoto de magnitude 5.6 abalou novamente as mesmas cidades.

Os habitantes dos lugares começaram a prestar os primeiros socorros junto aos edifícios desmoronados. Depois de dois dias, graças ao socorro proveniente de Kosovo, Itália, Grécia, Turquia, foi possível salvar pessoas ainda vivas presas nas ruínas.

Mais de 2000 os feridos e 10.000 os desalojados (dados oficiais). As escolas seriamente atingidas entre Durazzo e Alessio são 26, enquanto em Tirana são 23.

As três comunidades da Albânia na Inspetoria “Nossa Sra. do Bom Conselho” (IMR) perceberam os fortes abalos. A Comunidade de Tale, mais próxima do epicentro, não sofreu danos e nem a casa de Scutari. A comunidade de Tirana, composta de 4 Filhas de Maria Auxiliadora e 9 estudantes, abriu logo as portas para acolher no salão numerosas pessoas chegando em busca de um lugar seguro ou também somente de uma palavra de conforto. A comunidade hospedou três famílias que ficaram para transcorrer a primeira noite. As FMA, juntamente com os jovens, se dispuseram logo à ajuda levando cobertores e víveres, mas, sobretudo fazendo-se próximas às famílias.

A atividade escolar foi suspensa por vários dias, nas diversas cidades pelos danos sofridos, mas a vida ainda não voltou à normalidade, à espera dos reconhecimentos e das permissões oficiais.

Entre tanto sofrimento e precariedade, as comunidades FMA continuam a compartilhar com o povo as dificuldades e preocupações, na certeza de que este é um tempo propício para evangelizar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.