(Haiti).  As Comunidades das Filhas de Maria Auxiliadora da Inspetoria N. S. do Perpétuo Socorro (HAI) estão em estado de Emergência no Haiti devido ao terremoto de magnitude 7,2 na escala Richter que, em 14 de agosto de 2021, abalou o Haiti, causando perdas humanas e extensos danos materiais.

O terremoto atingiu a parte oeste do Haiti, em particular a região do “Grand Sud”, que compreende os departamentos de Grand-Anse, Sud e Nippes, mas foi sentido em todo o país e além. O epicentro fica a cerca de 120 km da capital, Porto Príncipe, que ainda carrega as feridas abertas do terremoto de 2010, embora desta vez não tenha sido danificado.

Haiti, a pérola do Caribe, sofre contínuos desastres naturais e políticos. É um dos países mais pobres do mundo, o mais pobre das Américas. O UNICEF estima que 1,2 milhão de pessoas (de uma população de 11 milhões) foram afetadas pela violência do terremoto. Até o momento, mais de 2.000 morreram e 13.000 estão feridos, números, infelizmente, destinados a crescer, e um número não especificado de pessoas desaparecidas. Desde as primeiras informações, mais de 60 mil casas foram destruídas e outras tantas sofreram danos. Numerosos e consideráveis também os danos a edifícios, escolas e infraestruturas. Além disso, a chegada da tempestade tropical “Grace” agravou a situação crítica com inundações, alagamentos e deslizamentos de terra.

Na área geográfica mais afetada do Sudoeste do país, existem três comunidades das Filhas de Maria Auxiliadora da Inspetoria N. S. do Perpétuo Socorro: a Comunidade Maria Auxiliadora de Gommiers (Jeremie), a Comunidade São José Educador em Anse-A-Veau (Nippes), a Comunidade N. S. do Perpétuo Socorro em Les Cayes.

As FMA imediatamente se interessaram pelos alunos, colaboradores e suas famílias. Distribuíram o que tinham para famílias em dificuldade: alimentos, cobertores, produtos de higiene. Também abriram as portas de suas casas para acolher quem precisava de abrigo.

A obra de Les Cayes sofreu grandes danos.  Parte da escola terá que ser totalmente reconstruída.  O restante da casa está muito danificado, a parede do recinto desabou em vários locais e os pátios externos estão atravessados ​​por grandes fendas.

Em espírito de família e de proximidade, as Filhas de Maria Auxiliadora desejam dar respostas concretas à emergência e continuar ajudando famílias e alunos que são muitos.

Emergência Terremoto Haiti (pdf)

Acima de tudo, é urgente responder às necessidades da população, ajudando-a imediatamente com produtos de primeira necessidade e materiais para habitações temporárias ou para a reparação de suas casas.

O Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora colabora na missão em favor das populações em situação de dificuldade, contando com a generosidade e a solidariedade de todos.

É possível enviar contribuições e ofertas nas formas indicadas no site do Instituto das FMA, indicando na causa a Emergência do Haiti:

“Deus não se deixa vencer em generosidade”

(Dom Bosco – MB II,254).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.