Roma, (Itália).  “Reconstruir o Pacto Educativo Global” é o tema do evento global, realizado na Pontifícia Universidade Lateranense de Roma e transmitido ao vivo no YouTube Vatican Media, em 15 de outubro de 2020.

“Precisamos de um Pacto Educacional Global que eduque à solidariedade e a um novo  humanismo”. Papa Francisco relança o tema da educação, propondo a todas as pessoas de boa vontade a adesão ao Pacto Global pela Educação, um pacto para gerar mudanças em escala mundial, para que a educação seja criadora de fraternidade, paz e justiça.

O evento foi moderado por Alessandro Gisotti, vice-diretor editorial do Dicastério para a Comunicação.  Intervieram os Reitores da Universidade Lateranense , prof.  Vincenzo Buonomo, e da Universidade Católica do Sagrado Coração, prof.  Franco Anelli, a socióloga Sílvia Cataldi, Docente da Universidade “La Sapienza” de Roma, a Diretora Geral da Unesco, Audrey Azoulay, os Responsáveis da Congregação para a Educação Católica, o Cardeal Giuseppe Versaldi e o Arcebispo Angelo Vincenzo Zani.

A vídeo-mensagem do Papa também foi comentada pelos jovens estudantes, primeiros interlocutores da Mensagem do Santo Padre.

Vídeo-Evento Pacto Educativo Global

“Acreditamos que a educação é uma das formas mais eficazes de humanizar o mundo e a história. A educação é antes de tudo uma questão de amor e responsabilidade que se transmite ao longo dos tempos de geração em geração. A Educação, portanto, é proposta como o antídoto natural para a cultura individualista, que às vezes degenera em um verdadeiro culto ao ego e ao primado da indiferença. Nosso futuro não pode ser a divisão, o empobrecimento das faculdades do pensamento e  da imaginação, da escuta, do diálogo e da compreensão mútua. O nosso futuro não pode ser este. Hoje, é necessário um

período de renovado empenho educativo, envolvendo todas os componentes da sociedade”.

Texto integral vídeo mensagem do Papa 

 

Diante de uma “mudança de época”, é necessário investir na educação, através da formação de consciências maduras, livres, responsáveis, atentas ao outro, abertas ao diálogo, capazes de enfrentar com coragem  e criatividade os desafios do tempo presente.

“Este pacto pode funcionar se nós, como educadores, como professores, mas também como pais, regressarmos ao verdadeiro sentido da cultura, aquele “cultivar” que é um verbo que implica tempo e cuidado”.

A educação é coisa do coração (D. Bosco)

A atenção à pessoa envolve a confiança nas potencialidades dos sujeitos;  uma confiança fundamental, que visa reconhecer em cada pessoa a sua capacidade de crescer, de direcionar-se à verdade, ao bem, ao belo;  uma confiança consciente dos recursos, dos esforços e das fragilidades de cada ser humano.

Bons cristãos e honestos cidadãos (Sistema Preventivo)

Precisamos de uma educação que aplique o Pacto Educativo na vida quotidiana, a partir dos problemas reais dos jovens.  Os jovens não são o futuro, mas o presente!

Formar cidadãos ativos e responsáveis ​​é a missão das Filhas de Maria Auxiliadora no mundo: construir laboratórios de relações fraternas, formar redes, tecer vínculos com o território e promover a civilização do amor.

O Pacto Educativo Global

Para fazer um “pacto” é necessário encontrar-se, aceitar-se e identificar valores e objetivos comuns, sobre os quais trabalhar juntos.  Precisamos ouvir as vozes dos adolescentes, dos jovens e das crianças;  valores e conhecimentos devem ser transmitidos;  é preciso construir um futuro de paz e defender a dignidade de cada pessoa.

É um apelo a cada Comunidade Educativa, a cada pessoa de boa vontade, porque todos, pessoas e instituições, a seu modo e de maneira específica, contribuem para a qualidade dos ambientes e dos contextos em que se realiza a formação das pessoas.

Este é o caminho principal para educar, para gerar nas pessoas, especialmente nos jovens, a confiança na vida e nos outros, ajudando a construir a humanidade, a solidariedade e a paz.

 

2 COMENTÁRIOS

  1. A Educação é o caminho para promover, construir e reconstruir pessoas em todas as dimensões do ser humano. Precisamos nestes tempos difíceis com coragem abraçar esta causa
    com criatividade, dedicação, inovação.

  2. En el actual escenario sociocultural global, el pacto educativo global es aún más urgente. Educar conecta personas y comunidades, por eso adherirse al pacto educativo significa regenerar las relaciones partiendo de los más cercanos, de la familia y luego extendiéndose al mundo y la naturaleza.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.