Turim (Itália).  Irmã Erica Giuliano, Filha de Maria Auxiliadora da Comunidade Maria Auxiliadora de Turim Maria Auxiliadora – da Inspetoria Maria Auxiliadora do Piemonte e Vale de Aosta (IPI) e Enfermeira Profissional aderiu, como voluntária, à Campanha “O Piemonte te vacina “.

Na Itália, a campanha de vacinação teve início em março de 2021, com a organização das Regiões a partir da disponibilidade de pessoal sanitário e administrativo, com o objetivo de atingir com rapidez e amplamente todas as faixas da população.  A Cruz Vermelha Italiana, junto à Proteção Civil e às associações de voluntariado, contribuem para a realização e o funcionamento de centros de vacinação com profissionais de saúde e sistemas organizativos.

De novembro de 2020 a março de 2021 Irmã Erica esteve empenhada na assistência e cuidado das irmãs idosas nas Comunidades das FMA do Piemonte afetadas pela Covid-19 e a partir de abril atendeu ao pedido de voluntários para a administração das vacinas para a prevenção das infecções da SARS- CoV-2 no Centro de Vacinação de Lingotto em Torino.

Irmã Erica diz: «Considero esta experiência um dom, uma forma de cuidar dos outros.  Vivo o contato diário com enfermeiros, médicos, voluntários, juntos protegidos no acolhimento e na dedicação às pessoas a serem vacinadas, que vivem um momento de fragilidade, demonstrando temor, agitação, tensão.  Experimento cada dia o quanto é importante ser acolhedores, disponíveis, sorridentes, ser capazes de amenizar, entender a ansiedade. 

Esta missão é para mim um lugar para aprender com quem tem mais experiência.  Como Filha de Maria Auxiliadora, sinto-me enriquecida a cada dia porque tenho a possibilidade de acompanhar jovens enfermeiros e médicos e, juntos, cuidarmos das pessoas. 

Cada um oferece suas competências profissionais acompanhadas de um papel e uma ‘etiqueta’, embora, às vezes, contem mais a escuta, a empatia e a capacidade de estabelecer uma relação de verdadeira confiança.  

São gestos de cidadania ativa e atenção à pessoa na missão educativa das Filhas de Maria Auxiliadora.  A Madre Geral do Instituto das FMA, Irmã Ivonne Reungoat, na Circular nº 1010, “Com o coração do Bom Samaritano num mundo ferido” escreve:

«Nas nossas escolhas quotidianas, nas pequenas ou grandes situações que tecem os nossos dias, não queremos ser pessoas que virem para o outro lado e apressam o passo sem parar, mas mulheres habitadas pelo Evangelho, conscientes de que ninguém deve ficar à “margem da vida”, porque todos somos irmãos e irmãs (…) Em cada crise como esta em que todo o mundo está sofrendo, há sempre uma saída, desde que seja substituído o princípio do individualismo pela força da ternura e da solidariedade: como uma água benéfica, que transborda da misericórdia de Deus, é capaz de transformar a dor em esperança”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.