Roma, (Itália).  No dia 26 de abril de 2021, a Comunidade Maria Auxiliadora da Casa Geral (RCG) expressou gratidão à Madre Geral das Filhas de Maria Auxiliadora, Irmã Yvonne Reungoat, e ao Conselho Geral.

Para o Instituto das FMA, a data 26 de abril, dia em que se celebra Maria, Mãe do Bom Conselho, marca, tradicionalmente, a celebração da Festa da Gratidão desejada por Madre Ersilia Canta, 6° Superiora Geral do Instituto das FMA.

Na Celebração Eucarística, o Pe. Carlo Maria Zanotti, Salesiano de Dom Bosco, sublinhou o sentido eucarístico da Gratidão: «Damos graças a Deus, que nos torna participantes da sua vida de Amor total e constante, e é em virtude desta participação que podemos juntos, em rede, construir uma cultura da vida. Um obrigado a quem garante esta participação e guarda cada irmã e irmão na cultura da vida: obrigado a Madre Yvonne, que mantém, com sabedoria e alegria, a unidade do Instituto. Obrigado a quem,  com ela, coloca-se em rede, às Irmãs do Conselho e às Irmãs da Casa que sustentam e facilitam o trabalho em rede. É um agradecimento coral, cordial e construtivo, que se transforma, pela força da Eucaristia, em compromisso de vida e comunhão”.

À noite, com gestos, cantos e danças que se tornaram oração, foram retomados os símbolos e significados da Festa da Gratidão Mundial que teve lugar em ROMA a 25 de abril de 2021, na Casa “Madre Ângela Vespa”, sede da Pontifícia Faculdade de Ciências da Educação «Auxilium», sobre o tema Em rede por uma cultura da vida.

«Queremos fazer um caminho, deixando-nos guiar pela vida que nos convida a agradecer, a colher o passo de Deus em cada etapa, desde os inícios do Instituto aos momentos de crescimento e poda, até à nossa Comunidade rica de dons e diversidade”.  Olhando para Mornese, ‘Casa do amor de Deus’, onde Madre Mazzarello, junto às primeiras Irmãs, viveu a missão educativa, a Comunidade expôs os motivos do agradecimento pela geratividade do Instituto das FMA. A festa encerrou-se elevando um  louvor ao Senhor com o canto do Magnificat, pelas maravilhas que realiza através da palavra, da escuta e da vida doada da Madre.

A Madre agradeceu à comunidade por ter retomado o tema da Cultura da Vida e a meditação do Evangelho “E a rede não se rompeu” (Jo 21,11).

“A rede é formada por um grande número de fios e nós, ligados entre si. Nesta rede cada FMA do mundo é um nó e não existe a rede sem a contribuição de todas. Esta rede mundial não são só as FMA, mas também todos os leigos, as ex-alunas, os pais, os jovens e todas as pessoas que condividem o carisma salesiano de geração em geração, de Mornese até hoje. É uma realidade que devemos contemplar, e também sentir a responsabilidade de contribuir para a solidez desta rede para que não se rompa. A vida é chamada a estar em rede para que possa gerar nova vida. Só em conjunto, só em rede pode-se educar e fazer crescer a vida”.

Madre Yvonne também sublinhou a importância de saber agradecer, para contribuir à cultura da vida, educando as crianças e os jovens à gratidão: “A ti as confio é o caminho a seguir em todos os lugares e em todos os tempos. Peço a Maria Auxiliadora para continuar a nos proteger e a nos fazer sentir a sua presença, a fim de que, por nossa vez, possamos ser imagem da sua presença e continuar a tecer esta rede pela cultura da vida”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.