Roma (Itália). Em 2 de dezembro de 2021, com a reportagem da Profa. Eliane Petri, FMA, sobre o tema “Madre Mazzarello: ‘um coração grande e generoso’. A sua maternidade educativa nos interpela”, realizou-se o 2º “Encontro das “Quintas-feiras Salesianas no  “Auxilium”, a iniciativa do Centro de Estudos das FMA da Pontifícia Faculdade de Ciências da Educação “Auxilium” de Roma com aprofundamentos de pedagogia, espiritualidade e história das Filhas de Maria Auxiliadora.

A intervenção – em continuidade ao tema da generatividade do Capítulo Geral XXIV e no 3º ano rumo o 150º de Fundação do Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora “Projetar com audácia o futuro.  «Coragem, vamos adiante com coração grande e generoso»” – teve a finalidade de aprofundar a experiência da “maternidade educativa” de Maria Domingas Mazzarello para gerar comunidades vocacionais que atraíssem os jovens a Deus e educassem à vida boa do Evangelho.

O “segredo” da vida plenamente realizada de Maria Domingas – explica a Profa. Petri – encerra-se no seu “coração de mãe”. Maria Domingas viveu a maternidade espiritual, à luz da maternidade de Maria de Nazaré, fonte de generatividade: “Nas Bodas de Caná estava a Mãe de Jesus” (Jo. 2,1),  presença solícita, atenta, preveniente, orante, profética.  Também em Mornese estava a mãe, Madre Mazzarello.  Sua missão era formar as primeiras FMA e criar um novo modo de ser comunidade vocacional, sinodal, missionária ‘com’ e ‘para’ os jovens”.

O adjetivo “educativa” qualifica sua identidade de mulher educadora e se completa com a ação do Espírito Santo, tendo presente a pessoa em todas as suas dimensões – humana, afetiva, intelectual, espiritual – na sua integralidade. “É uma maternidade gerada pelo Espírito.  Madre Mazzarello fez a experiência de se deixar regenerar dia após dia pelo Espírito e, por isso, a sua, é uma maternidade que sabe ver a ação do Espírito em si mesma, nas pessoas e na história”.

O apelativo “madre” é aquele com que se apresenta nas suas Cartas. Dom Bosco vislumbrou nela a maternidade educativa capaz de interpretar de maneira feminina a espiritualidade salesiana. Por ocasião da primeira eleição oficial havia dito às Irmãs: “Acho bom que a superiora seja chamada por todas vós  ‘madre’”.

Madre Mazzarello, que naquele “A ti as confio!” da experiência de Borgoalto, já estava investida da missão de ‘madre’, inicialmente lutou para aceitar o novo mandato de “Madre e Superiora” mas depois, intuindo que é vontade de Deus, assume-a em plenitude, na totalidade do dom de si, como mãe que “cuida” (C 10,2; 12,3) e está “disposta a fazer tudo para o vosso bem” (C 52,5).

O “coração de mãe” de Maria Domingas é “um coração grande e generoso” que se abre a grandes horizontes e encoraja à generatividade missionária. A expressão, que aparece nas Cartas 27 e 47 à Irmã Ângela Vallese, missionária na Patagônia, é convite às Irmãs para enfrentar, por sua vez, as inevitáveis dificuldades, com coração “grande e generoso”, isto é, gerador de vida, de alegria, de abertura a todos e a toda a realidade.

Em sua fala, a professora Eliane Petri destaca os traços da maternidade educativa de Madre Mazzarello, uma maternidade que interpela as/os educadores, consagradas/os e leigas/os, e desafia a uma relação nova com as jovens gerações no coração da contemporaneidade:

“Maria Domingas Mazzarello nos ensina um estilo: ser “presença” significativa e questionadora; aprender a nos tornar, da melhor forma, homens e mulheres que tenham a coragem e a paciência de tecer autênticas e profundas relações interpessoais, que apostem a própria vida no “cuidar”, em amar e fazer-se amar, trabalhando conscientemente para estabelecer as condições que promovam a cultura da vida e a civilização da paz e do amor”.

Video da intervenção

Texto

1 COMENTÁRIO

  1. Obrigada por este dom, Ir. Eliane Petri, que nos aproxima de M.Mazzarello e nos coloca na sua trilha carismática – ser presença significativa, geradora de vida!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.