Roma (Itália)  É dedicada à Gratidão a  Circular que traz o que Madre Yvonne Reungoat define como um “marco excepcional”: o número 1000. O tema é o da carta circular mensal, que desde 24 de novembro de 1914, com Madre Catarina  Daghero, a pedido explícito das irmãs, alcança todas as comunidades do mundo, todos os meses.  “Desde então, até hoje, esse canal de comunhão não é interrompido, o que fortalece cada vez mais a pertença a uma Família Religiosa que é toda de Maria e  tudo deve a ela“.

Com a carta circular, de fato, a Madre Geral entra todos os meses nas Comunidades vizinhas e distantes, criando um espaço privilegiado “de encontro, de confronto, de abertura aos sinais dos tempos e oportunidade de nos confirmarmos no dom da fidelidade a um chamado que nos une   como Família Salesiana em torno de um maravilhoso carisma, para que os jovens tenham vida e vida em abundância “.

Madre Yvonne nos convida a aprofundar o patrimônio espiritual das cartas de Madre Mazzarello, que sentiu a necessidade de alcançar suas filhas e manifestar sua proximidade e maternidade “falando de “coração a coração “para que todas se sintam lembradas, apoiadas, encorajadas e,  sobretudo, amadas! “.

Nesta circular “histórica”, traça a evolução das circulares, sublinhando que a riqueza desse patrimônio não está apenas ligada às palavras da Madre, mas à abertura de mente e de coração de cada FMA ao acolhê-las e deixarem ressoar a mensagem na própria vida e nas Comunidades Educativas.

As circulares, então, trazem “o eco da dor, das fadigas, das preocupações do Instituto, dos desafios que enfrenta nos vários períodos históricos“, como a situação atual da pandemia  Covid-19, que envolveu a comunidade humana e as Comunidades FMA em nível mundial. “A circular comunicou esperança, reacendeu a confiança na presença de Jesus que está conosco até o fim dos tempos e na presença vigilante de Maria Auxiliadora: A Senhora dos tempos difíceis“.

A Circular n° 1000 também traz o anúncio da abertura do segundo ano em preparação ao 150º aniversário da fundação do Instituto, que para o 2020-2021 convida todas as FMA e as Comunidades Educativas do mundo a acolherem o “A ti as confio “, a primeira entrega a Maria Domingas Mazzarello,  começando a configurar-se o sonho de Deus sobre o Instituto:

O objetivo da celebração do 150º aniversário não é apenas evocar um passado, mas celebrar o presente, dando novo brilho a  uma entrega que vai além do tempo e do espaço e coloca em jogo todos os nossos recursos, nossa paixão educativa  evangelizadora, nossa vontade de olhar para o futuro com a audácia de Dom Bosco e de Madre Mazzarello.  Por isso, convido a aproximarem-se de sua figura, com nova profundidade, para penetrar mais naquele “A ti as confio” que é o fio condutor de sua vida e que também interpela a nossa”.

Madre Yvonne Reungoat conclui esta circular “especial” com  as palavras de São Paulo: “A nossa carta sois vós, carta escrita nos nossos corações […]. Vós sois  uma carta de Cristo […], escrita não com tinta, mas com o Espírito do Deus vivo, não em tábuas de pedra, mas nas tábuas de carne dos corações humanos” (2 Cor 3,3), recordando às FMA que “cada uma é uma carta viva de Cristo, escrita para as Irmãs, para as/os  jovens, para todas as pessoas que encontrarmos”.

Circular 1000

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.