Roma, (Itália).  “Todos Irmãos” é a terceira encíclica do Papa Francisco.  O documento tem como subtítulo Sobre a Fraternidade e a Amizade Social.  O Papa vai assinar a Encíclica na tarde de 3 de outubro de 2020 em Assis, depois da missa celebrada na Basílica Franciscana.

Vivemos uma grave situação mundial agravada pela pandemia ao espalhar uma fumaça de tristeza e medo.  Diante de um desafio tão grande, é necessário dar uma resposta de bem igualmente grande.  A humanidade pode responder ao mal com o bem.

Para isso, o Papa Francisco propõe um “Pacto de fraternidade”.  Se “tudo se relaciona”, e se “estamos todos no mesmo barco” – recordou ele em 27 de março de 2020 na Praça São Pedro, em pleno lockdown – é necessário o empenho de todos para dar vida a um mundo mais justo, pacífico e sustentável, continuando a crescer na consciência de que todos habitam em uma casa comum como membros da mesma família.

O Papa Francisco, portanto, nos exorta a derrubar os muros, a sair do medo, a olhar nos olhos do outro e a ver o rosto de Jesus no outro que sofre, a nos reconhecermos irmãos e irmãs.

Portanto, pertencer à mesma família significa ter presente que o autêntico cuidado da vida e das relações com a natureza é inseparável ​​da fraternidade, da justiça e da fidelidade nos confrontos com os outros.

A pandemia destacou ainda mais a interdependência entre os homens.  E o Papa afirma que, para sairmos melhores da crise, precisamos agir juntos: «E o faremos – disse – à luz do Evangelho, das virtudes teologais e dos princípios da doutrina social da Igreja.  Juntos, exploraremos como nossa tradição social católica pode ajudar a família humana a curar este mundo que sofre de graves doenças.  É meu desejo refletir e trabalhar juntos, como discípulos de Jesus que cura, para construir um mundo melhor, cheio de esperança para as futuras gerações”, para “construir uma “civilização do amor”, como gostava de dizer São Paulo Vl.

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.