Roma, (Itália).  Inserida no tempo do Advento, a Solenidade da Imaculada Conceição de Maria celebra-se no dia 8 de dezembro e prepara para reviver o mistério da Redenção: Maria, que encontrou graça junto a Deus, foi preservada do pecado para se tornar Mãe do Salvador e mãe  de todos.

A Imaculada é uma festa querida na tradição salesiana e tem um papel significativo na vida de Dom Bosco – que dizia: “Todas as nossas coisas maiores tiveram seu início e cumprimento no dia da Imaculada” (MB 17, 510) – e de Maria Domingas  Mazzarello, que, desde a juventude, consagrou-se a Deus na Associação das Filhas de Santa Maria Imaculada (9 de dezembro de 1855) com o empenho de cultivar e irradiar virtude e pureza em nome da Virgem.  (cf. Cronistória I, pág. 69)

Para Madre Mazzarello, a verdadeira Superiora do Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora é Maria Imaculada Auxiliadora e, em suas Cartas, exorta as FMA a viverem intensamente a preparação à solenidade: ”Estamos nos aproximando da festa da Imaculada. Nossa Santa Regra quer que a celebremos com grande solenidade, além disso, deve ser uma das mais belas festas para nós, que somos Filhas de Maria. Portanto, preparemo-nos para celebrá-la muito bem”(L  27).

A Novena, de 29 de novembro a 7 de dezembro de 2020, é ocasião para viver em profundidade com as Comunidades Educativas e com toda a Família Salesiana a preparação à Solenidade da Imaculada, pedindo a Maria a ajuda para se tornarem comunidades geradoras de vida no coração da contemporaneidade, neste momento particular da pandemia de Covid-19.

O Âmbito da Família Salesiana das FMA partilha a proposta da Novena que, como explica Ir. Maria Luísa Miranda, Conselheira geral do Âmbito, na Carta de apresentação, retoma os três núcleos do Instrumento de Trabalho do Capítulo Geral XXIV, «para  favorecer o aprofundamento nas Inspetorias e contribuir para despertar o frescor original da fecundidade vocacional do Instituto”.

A Novena divide-se em três tríduos: comunidades vocacionais (de 29 de novembro a 1 de dezembro), comunidades sinodais (de 2 a 4 de dezembro), comunidades missionárias e proféticas (de 5 a 7 de dezembro).  Cada tríduo compreende alguns ‘momentos’ a serem vividos segundo a criatividade de cada Casa das FMA e, se possível, junto a toda a Comunidade Educativa.

Sob a guia de Maria, o Instituto deseja percorrer, com todas as Comunidades Educativas, o caminho rumo à celebração do CG XXIV com estilo e olhar materno, para abraçar, com esperança, o futuro.

4 COMENTÁRIOS

  1. Obrigada pela lindo texto fazendo memória ao amor e confiança de D.Bosco e M.Mazzarello
    conduzindo nos às fontes do nosso Instituto. Amanhã celebremos com grande amor a Virgem Imaculada e renovemos nosso compromisso de testemunhar no cotidiano de nossa vida que “Foi Ela quem tudo fez” e continua fazendo em nossas vidas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.