Roma, (Itália).  Em 14 de setembro de 2021, Festa da Exaltação da Cruz, as Capitulares vivem o dia de oração no silêncio e na escuta da Palavra.

Pela manhã, na oração das Laudes, o Pe. Erino Andrea Leoni SDB, despertou nas Capitulares o desejo e o empenho de entrar no tabernáculo do próprio coração para despertar a consciência da própria identidade que «no Baptismo nos tornou filhas do Amado que sempre nos escolheu, para viver a experiência do serviço, fortalecendo a esperança e o compromisso de fazer o que ele nos diz, escutando a sua voz no quotidiano”.

O Pe. Erino ofereceu a primeira meditação sobre o tema “Profecia de uma presença corajosa”, detendo-se sobre a identidade do Profeta, aquele que fala para anunciar a vontade de Deus sobre seu povo.

Chamados a ser profetas.  Padre Erino analisa a presença de Maria nas núpcias de Caná, uma presença ativa, atenta, próxima: “a Mãe de Jesus estava lᔫMaria está presente, caminha, está nas nossas casas e este é o maior presente para nós, um dom de serenidade e de profecia».

Chamados para estar no meio.  Maria está próxima, antecipa as necessidades para assegurar a alegria da festa.  Aquele «não têm vinho» é o convite «a estar presente e a ser sacramento da presença de Jesus, a ser sensíveis em nossa visão, em nossa escuta e nas nossas palavras, ao grito dos jovens».

Chamados à profecia do tu.  Maria confia em seu filho e gera a profecia do tu, “fazei aquilo que ele vos disser”“A profecia não é apenas uma presença significativa, nem mesmo uma visão e leitura da realidade, mas é corajosa presença operante, é decisão consequente, é paixão que se torna ação”. Somos chamadas a viver juntas a profecia, a “ser um DOM para os outros, um sopro de Deus ”.

A profecia sustenta a nossa identidade, a nossa vida carismática: «a profecia põe em movimento, muda planos, torna flexível e se deixa redesenhar para responder ao desígnio e à palavra que lhe foi entregue através do grito do Povo a ela confiado”.  Como Maria, somos chamadas a ser uma presença acolhedora, apaixonada, sensível ao cuidado dos outros, a antecipar as necessidades, uma agente que sabe arriscar e procura corajosamente o bem para todos.

A assembleia vive um tempo de silêncio, oração e adoração eucarística celebrando o dom do carisma salesiano: «a profecia deixa-se transformar … responde à Palavra dada através dos diversos cenários, realidades e contextos das pessoas que nos são confiadas”.

O sacerdote retoma, à tarde, a reflexão sobre a tripla dimensão da nossa identidade de Filhos de Deus:  “Pontes entre a necessidade e o milagre. O Batismo tornou-nos sacerdotes, mediações entre o grito dos pobres, entre as necessidades dos jovens e do nosso povo e o milagre que só Jesus pode realizar. Os servos tornam-se sacerdotes, mediações sacerdotais a serem mediações do Mistério” chamados a viver o dom como mediação de serviço, por escolha, na abertura a Deus que nos encoraja também a “encher de água as jarras”, isto é, a viver com alegria a nossa específica missão de ser sinais de esperança entre as Irmãs e as jovens, dóceis à tarefa que nos foi confiada, com fidelidade criativa, plena, gratuita “e os encheram até a borda.”

O dia termina com a Celebração Eucarística prestando louvor a Deus pelo dom da Identidade que, em Cristo, nos torna profetas de esperança e de serviço, empenhados em ser sacramento da presença de um Deus próximo e se faz servo por amor.

Flickr FMA – Dias de oração

5 COMENTÁRIOS

  1. Eccoci presenti a questo avvenimento importantissimo dell’Istituto. Madagascar MDG Maria Sorgente di vita

  2. DEAR MOTHER YVONNE REUNGOAT AND ALL THE CHAPTER MEMBERS, WE WISH YOU ALL FRUITFUL AND SUCCESSFUL XXIV GENERAL CHAPTER. MAY THE GOOD LORD BLESS WITH THE GIFTS OF HIS HOLY SPIRIT AND BLESSED MOTHER WITH GOOD HEALTH.. ALL THE BEST.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.