Roma (Itália) De 16 a 24 de maio de 2020, no 5º aniversário da publicação da Carta Encíclica Laudato Sí sobre o Cuidado da Casa Comum (24 de maio de 2015), se desenvolve a Semana Laudato Si’, organizada pelo Papa Francisco, que convida a participar e a refletir: “Que tipo de mundo queremos deixar para aqueles que virão depois de nós, as crianças que estão crescendo? (…) Renovo o meu apelo urgente a responder à crise ecológica, o grito da terra e o grito dos pobres não podem mais esperar. Tenhamos  cuidado com a criação, dom do nosso bom Deus criador”.

O tema escolhido para a Semana Laudato Si’, organizada pelo Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral com o sustento de um grupo de parceiros católicos, tem como tema: “Tudo está conectado” (LS 117,138) e prevê uma série de atividades, eventos e seminários online formativos e interativos voltados para a construção de um mundo mais justo e sustentável para a Terra e para a Humanidade (laudatosiweek.org).

A Laudato Sí’ foi acolhida como um documento de beleza profunda e eterna e instou os povos do mundo a refletir com mais cuidado sobre o Criador e a Criação. A sua visão de ecologia integral, que vê conexões entre a maneira como tratamos Deus, a natureza e os outros, oferece verdades simples, mas íntimas, sobre a conversão necessária para superar o mal ecológico.

A Semana Laudato Si’ é, portanto, um convite para todas as realidades católicas e salesianas – no contexto atual de emergência sanitária do Covid-19, conectada com a emergência ambiental – para continuar e aprofundar as temáticas da Encíclica, a refletir, pensar e agir juntos promovendo o empenho de uma conversão ecológica através da educação.

A Madre Geral do Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora, Ir. Yvonne Reungoat na Circular 961 escreve: “As mudanças climáticas que estão diante dos nossos olhos exigem uma ação acordada a nível internacional. Sabemos, porém, que cada mundança exige não somente acordos, como o de Paris sobre o clima (12 de dezembro de 2015), mas, vontade política e, sobretudo, uma nova cultura que pode ser veiculada por uma nova educação. Papa Francisco dedica a este tema o último capítulo da Encíclica com o título: “Educação e espiritualidade ecológica”, dois caminhos estreitamente conectados para superar a atual crise que enfrenta a nossa casa comum. É nesse caminho que nos sentimos empenhadas em acompanhar os jovens, promovendo o seu protagonismo para que se tornem guardiões responsáveis da criação, conscientes de que é um caminho de conversão ao longo da vida. Trata-se de um desafio educacional que juntos, sobretudo com os jovens, somos chamadas a enfrentar com esperança. “Os jovens têm uma nova sensibilidade ecológica e um espírito generoso – sublinha o Papa – e alguns deles lutam admiravelmente pela defesa do ambiente, mas cresceram em um contesto de altíssimo consumo e de bem-estar que dificulta o amadurecimento e outros hábitos. Por isso, enfrentamos desafio educacional” (LS, n. 209).

O evento da Semana Laudato Si’ se conclui em 24 de maio de 2020 com uma jornada mundial de oração.  Às 12h (hora italiana) será recitada uma Oração em comunhão com todo o mundo.

“A Igreja não se cansa de oferecer (…) a sua obra ao mundo, na consciência que o desenvolvimento integral é o caminho do bem que a família humana é chamada a percorrer”. (Papa Francisco)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.