Logo istituzionale delle Figlie di Maria Ausiliatrice - Vai alla Home Page del Portale
2/9/2018 CAMPO BOSCO 2018 “FAREMOS TUDO A MEIAS”
CAMPO BOSCO 2018 “FAREMOS TUDO A MEIAS”

De 29 de julho a 07 de agosto, decorreu mais um Campo Bosco. Cerca de 650 jovens, provenientes de várias partes de Portugal e Espanha, peregrinaram por alguns locais onde D. Bosco viveu, construiu a sua obra educativa e fortaleceu o carisma salesiano.

O tema escolhido para esta edição, “Faremos tudo a meias”, baseia-se num gesto de D. Bosco para um jovem do seu Oratório, Miguel Rua. Quando este lhe pedia uma medalha, o Pai e Mestre dos Jovens estendia a sua mão esquerda e com a direita fazia o gesto de cortar a sua mão ao meio e dizia “Toma Miguelito!”. Só mais tarde D. Bosco explicou o significado deste gesto: “Queria dizer que contigo, faríamos tudo a meias”. E assim foi. Miguel Rua foi o maior colaborador de D. Bosco em Valdocco e tornou-se o seu primeiro sucessor, sendo fundamental na consolidação da missão salesiana.

O Campo Bosco começou, como já é habitual, em Barcelona, onde D. Bosco esteve em 1886, poucos anos antes da sua morte. Pernoitámos nos Sale-sianos de Martí-Codolar, conhecemos a história deste local e da sua comunidade. Visitámos Can Prats, a Torre Gironella, o Tibidabo e o Santuário de Maria Auxiliadora. Percebemos que D. Bosco foi marcante para esta cidade espanhola. A obra viva que se espalha pelo território e o brilho no olhar de quem nos conta as suas histórias assim o confirma.

A aventura continuou de autocarro até à Terra dos Sonhos. Apesar da longa viagem, a ânsia de chegar não nos deixava desmotivar. Duas fronteiras e 15h volvidas, avistámos o Colle Don Bosco. Olhos brilhantes de quem já tinha saudades, o encanto dos que o viam pela primeira vez. Entoavase “Pai e Mesre dos Jovens (…) Cantemos, cantemos!” e o coração apertava. Ao pôr-do-sol, entre abraços, lágrimas nos olhos e to-ques numa bola de futebol, sentimos que tínhamos chegado a casa. E foi em casa que ficamos alojados nos restantes dias passados em Itália.

No primeiro dia em Turim, sentimos o Colle, (re)descobrimos os seus recantos. Conversámos muito, com Deus, com D. Bosco, uns com os outros. Visitámos os nossos medos, as nossas inseguranças. Contámos segredos. Partilhámos sonhos e experiências. Reconciliamonos com o nosso todo.

o dia seguinte, visitamos Chieri e as comunidades vizinhas: Granja Moglia, Mondonio, Morialdo e Castelnuovo Don Bosco. Ao visitar estes locais, percorremos a vida de D. Bosco e acompanhamos o seu crescimento. Contextualizamos vários episódios que conhecíamos mas que passaram a fazer muito

mais sentido. Em Chieri, tivemos a oportunidade de ver a pequenez e simplicidade do quarto onde D. Bosco dormia e estudava, enquanto trabalhou no café Pianta para pagar os estudos.

Se os primeiros dias foram especiais, os que se sucederam tornaramse um turbilhão de emoções. A barreira linguística foi um pormenor quando todos falávamos a linguagem do amor.

A obra salesiana, nas suas várias vertentes, tem como um dos pilares ba-sais Madre Maria Mazzarello, a nossa Maín. O Campo Bosco não estaria completo sem dedicarmos algum tempo à descoberta da fundadora das Filhas de Maria Auxiliadora. Chegamos a Mornese perante um calor abrasador, assim já o era no tempo em que Maín percorria quilómetros para ir à Eucaristia. Neve, frio, calor, chuva, nada demovia a devoção de Maín. Madre Mazzarello enfrentou as inúmeras dificuldades económicas e socias para que a educação das meninas fosse valorizada. Foi chocante perceber que tantos jovens nada sabiam sobre esta mulher, que esteve na vanguarda do seu tempo. Nesta terra, sentimos o calor humano no sorriso de cada irmã. Não há como não ser feliz entre tantos abraços.

O Oratório de Valdocco, berço da obra salesiana, era o local mais aguar-dado pela maioria de nós. Descobrir o local onde tudo começou, sentir a místi-ca da pequena Capela Pinardi e brincar nos pátios onde outrora brincaram os primeiros rapazes desta obra é indescritível. O museu é bastante elucidativo da vida de D. Bosco e da evolução do próprio oratório, espelho do crescimento da obra salesiana. A Basílica de Maria Auxiliadora, onde se encontra a relíquia do Pai e Mestre dos Jovens, feznos sentir num mundo à parte. Resguardados de qualquer problema pessoal, longe do mundo. Viajamos no tempo, para onde tudo teve início. Para todos nós, em Valdocco, D. Bosco teve uma palavra ao ouvido.

O último dia em Itália foi passado a visitar os locais dos primeiros anos da missão de D. Bosco como sacerdote. Foi um dia mais livre que culminou em beleza com uma Eucaristia na Igreja de S. Francisco de Assis. Regressamos a Barcelona onde demos os últimos abraços em jeito de “Obrigado”.

 
Invia ad un amico Stampa Aggiungi ai preferiti
Ultimi aggiornamenti
  • 2/9/2018 CAMPO BOSCO 2018 “FAREMOS TUDO A MEIAS”
  • 2/9/2018 Viagens ampliam conhecimento
  • 20/8/2018 Jovens participam de experiência missionária na Aldeia Meruri
  • 10/7/2018 “Encuentros que forman y trasforman” - Experiencia Proyecto Mornés FMA 2018
  • 8/6/2018 SynLabAux: coltiva il talento
  • 26/4/2018 Progetto Mornese FMA e Laici
  • 12/4/2018 I giovani della Casa Paolo VI - Concesio
  • 25/3/2018 Alternanza scuola-lavoro
  • 26/2/2018 EL ECO DE LOS JÓVENES
  • 26/1/2018 Una chiesa che “produce dal basso”
  • 23/1/2018 Accompagnati per accompagnare
  • 14/1/2018 Il mio primo incontro con le Nazioni Unite
  • 10/1/2018 In ascolto dei giovani
  • 9/1/2018 Missionari per la Vita
  • 5/1/2018 Fare casa
  • 14/12/2017 Ad Haiti ho trovato una casa
  • 11/12/2017 Giovani e scelte di vita
  • 2/12/2017 Verso la Giornata Mondiale dei diritti umani
  • 23/11/2017 Formación de animadores y preanimadores en Aragón
  • 21/11/2017 Obklopoval nás sneh a Božie slovo
  • 14/11/2017 Zurückschauen und Vordenken
  • 9/11/2017 Experiência de saída, experiência missionária
  • 7/11/2017 Il volontariato, forza creativa per la pace
  • 29/10/2017 “Manos que dan, nunca estarán vacías”
  • 24/10/2017 SOY SALESIANA CON SANGRE MEXICANA
  • 28/9/2017 EL MEJOR MOTIVO PARA SEGUIR LUCHANDO
  • 26/9/2017 Vi que el servicio era alegría
  • 11/9/2017 Educomunicação em pauta
  • 5/9/2017 Sou fruto da educação salesiana
  • 26/8/2017 The Oratorian Heart for Peace in the Middle East
  • 24/8/2017 A piedi nudi
  • 15/8/2017 ANIMATORE FAI LA DIFFERENZA
  • 13/8/2017 “Gente que le pone el alma” al cambio social de Colombia
  • 20/7/2017 Congreso de Pastoral Juvenil y Familia
  • 9/7/2017 “R-estate ragazzi” a Sarnano
  • 5/7/2017 Sarò missionaria in Africa
  • 30/6/2017 Com as mães construindo a cultura do encontro, em comunhão com maria, a mãe de jesus
  • 19/6/2017 Giovani Talenti
  • 13/6/2017 Mjs de Chile en “modo sinodal”
  • 30/5/2017 Formação a Educomunicação
  • 25/3/2017 Il bambino e il perdono
  • 5/1/2017 Tu come hai passato il Capodanno?
  • 8/12/2016 Mary’s Protection
  • 29/11/2016 Canadian VIDES Volunteer in Palawan
  • 9/11/2016 Young Missionary in Japan
  • 2/11/2016 Misericordia: “ Porta dell’accoglienza”
  • 6/10/2016 Semana de Oração e Construção da Paz!
  • 24/9/2016 Diocesan Youth Cross’ Arrival in Sideia Island (Papua New Guinea)
  • 15/9/2016 Dalla Colonia Don Bosco - Catania
  • 13/9/2016 Ripartire dal terremoto
  • IL MURETTO - GuestBook
     Nome
     Email
     Messaggio


      sistaele 10/4/2017  
      ... just imagine a big crowd of young people from a variety of ethnic communities, all belonging to Shillong Province… such a feast to the eyes and a blessing to the heart of Mother Yvonne!
      sistaele 3/3/2017  
      ... quelle di papa Francesco, le scelte che coscientizzano! Grazie per la tua firma, Francesco e grazie al Sermig, movimento coraggioso e coinvolgente... con la bontà che disarma!
      Sr. Theresa Lee 21/2/2017  
      FANTASTIC (initiative)! Thank you!
      sistaele 28/1/2017  
      Informazione,denuncia, educazione preventiva perchè bambini, adolescenti, giovani donne non siano più schiavi e il mondo degli adulti si converta...
      Aminange ilunga 6/11/2016  
      je suis tres heureuse d`apprendre que la mere generale vindra au lycee hodari le 09/11.