Pastoral juvenil

Pastoral juvenil

A pastoral juvenil é a realização inculturada da missão educativa, dom carismático expresso na experiência de Dom Bosco, de Maria Domingas Mazzarello e na tradição do Instituto. É o modo típico de manifestar a atenção da Igreja para com as jovens gerações, para que Cristo cresça em seus corações e se comprometam em uma cidadania ativa.

A pastoral juvenil se coloca no horizonte eclesial do anúncio do evangelho da alegria e da dimensão social da evangelização (Cf Evangelii Gaudium n. 176-258) no mundo atual. Isto implica uma conversão pastoral que se realiza quando a comunidade educativa se põe na escuta da realidade,  abre-se ao diálogo,  torna-se disponível a reler a vida à luz do encontro com Jesus e descobre novamente “os jovens, nossa terra santa” (Cf  Alargai o olhar. Com os jovens missionárias de esperança e de alegria. Atos do CG XXIII, Roma, Instituto FMA 2014, n. 29 e pag. 31).

Desde 2015 o Âmbito PJ foi confiado à animação de Ir. Runita Galve Borja que trabalha com uma equipe de colaboradoras:

Ir. Arciniegas Julia (Rede Justiça, Paz e Integridade da Criação JPIC)
Ir. Audate Annecie(Delegada VIDES Internacional -  www.vides.org)
Ir. Caputo Maria Grazia, Ir. Garcia Sarah (Escritório de Direitos  Humanos -  www.dirittiumanifma.blogspot.it ; iimahumanrights.blogspot.it - English blog)
Ir. Goulart Ivone Lopes
Ir. Pfozhumai Neli Lolia Annie
Ir. Rastello Elena
Ir. Ulate Ana Victoria

A missão educativa se realiza em uma pluralidade de ambientes, na ótica do Sistema Preventivo, conjugando perspectivas pedagógicas estreitamente ligadas entre elas: cultural, evangelizadora, social, comunicativa ( Cf Instituto FMA, Para que tenham vida e vida em abundância. Linhas orientadoras da missão educativa das FMA, Leumann TO, Elledici 2005, n. 41-57).

Estas presenças educativas, nos diversos contextos e continentes, assumem características, modalidades e matizes diferenciados. Os ambientes educativos FMA atualmente compreendem: escolas e centros de formação profissional; oratórios-centros juvenis; instituições de estudos superiores, pensionatos e outras formas de pastoral universitária; escolas para catequistas; formas privilegiadas de anúncio do evangelho; casas de espiritualidade para jovens e leigos; obras para crianças, adolescentes e jovens em situação de risco; centros promocionais femininos; presenças em favor das minorias étnicas e religiosas; centros de acolhimento para migrantes, refugiados e outras pessoas envolvidas em dramas da mobilidade humana; voluntariado, também em sua forma associativa (VIDES); variadas formas de associacionismo juvenil. De comum acordo com o Dicastério para a Pastoral Juvenil dos Salesianos, o Âmbito de Pastoral Juvenil promove a realidade do Movimento Juvenil Salesiano e outras iniciativas.  

O Âmbito para a Pastoral Juvenil ( https://pgfma.wordpress.com/), em sua nova configuração,

  * coloca-se na escola de Maria, mãe e mestra de encarnação do evangelho, que nos educa a uma adesão eficaz, a partir da perspectiva da periferia;
  * escolhe agir em rede construindo sinergias com organismos, movimentos e pessoas de boa vontade para construir justiça, paz, integridade da criação e democracia no respeito aos direitos humanos;
  * coloca-se na escuta da realidade multirreligiosa, multicultural e digital para reconhecer as diferenças e harmonizá-las, na convicção de que a força da educação pode transformar a história;
  * reconhece que a vida é dom de Deus, tarefa, chamado ao amor e resposta a uma vocação ao amor. Neste sentido a pastoral juvenil é vocacional, pois orientada ao discernimento do projeto de Deus na própria vida e na história;
  * valoriza o protagonismo dos/das jovens como missionários entre os jovens;
  * esforça-se para oferecer elementos para repensar a educação de maneira orgânica, como projeto e propositiva, para que na lógica da Encarnação, as Comunidades educativas sejam acompanhadas a reler a vida à luz do encontro com Jesus e a potencializar uma qualidade de relações em círculos concêntricos sempre mais amplos;
  * assume a metodologia interativa, que
  - envolve as Conselheiras/Coordenadoras inspetoriais para a pastoral juvenil e suas equipes,
  - favorece uma comunicação circular e fluida.
  - atua a espiritualidade de comunhão, na convergência em torno das opções carismáticas e na subsidiariedade,
  - promove realidades e presenças educativas inovadoras e as valoriza.

 

OK Su questo sito NON utilizziamo cookie di profilazione, ma solo cookie tecnici e/o per il monitoraggio degli accessi. Se vuoi saperne di più clicca qui. Cliccando sul pulsante OK presti il consenso all'uso di tutti i cookie.