Alfabetização e Desenvolvimento das Habilidades

Roma (Itália). No dia 8 de setembro se celebra a Jornada Internacional da Alfabetização. O tema escolhido para o evento em 2018 é “ALFABETIZAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DAS HABILIDADES”.

Esta data foi instituída para fazer crescer a consciência dos governos e da sociedade civil sobre a necessidade de investir sempre mais na educação, de se empenhar para fazer crescer a taxa de alfabetização e de refletir sobre os problemas e os desafios a afrontar nesse campo.

A alfabetização é um aspecto chave para alcançar os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável no marco da Agenda 2030. As metas de desenvolvimento sustentável, endossadas pelos líderes mundiais, em setembro de 2015, promovem o acesso universal à educação de qualidade, e oportunidades de aprendizagem ao longo da vida da pessoa. Em particular, a ONU reitera que uma das finalidades do Objetivo 4 é assegurar que todos os jovens aprendam a ler e escrever, tenham uma compreensão básica da aritmética e que os adultos que não têm esse conhecimento tenham oportunidades de adquiri-lo.

Na mensagem para a Jornada, o Diretor Geral da Unesco, Audrey AZOULAY, revela os desafios atuais no âmbito da alfabetização:

“Hoje, no mundo todo, mais de 260 milhões de crianças e adolescentes não estão matriculados em escola; seis sobre dez crianças e adolescentes – cerca de 617 milhões – não adquirem as habilidades mínimas em alfabetização e cálculo; 750 milhões de jovens e adultos ainda não sabem ler e escrever – e entre estes, dois terços são mulheres. Estas carências profundamente enfraquecedoras levam a uma exclusão real da sociedade e perpetuam uma espiral de desigualdades sociais e desiguldades de gênero. Acrescente-se a isto um novo desafio: um mundo em evolução, cujo ritmo de inovação tecnológica está em constante aceleração. Para encontrar um lugar na sociedade, ter um trabalho e responder aos desafios sociais, econômicos e ambientais, as habilidades tradicionais de alfabetização e cálculo já não são soficientes; novas habilidades, entre as quais as tecnologias da informação e da comunicação, estão se tornando sempre mais necessárias.

Preparar jovens e adultos para lugares de trabalho, a maior parte dos quais ainda nem foram inventados, é um desafio. Ter acesso à aprendizagem durante toda a vida, tirar proveito das diversas formas de formação e beneficiar-se das melhores oportunidades de mudança tornaram-se portanto indispensáveis [...] Nesta Jornada Internacional convido todas as partes interessadas no mundo da educação, e não só, porque é uma causa que diz respeito a todos, a mobilizar-nos para que o ideal de uma sociedade global totalmente alfabetizada se torne mais real.”

A Jornada Internacional da Alfabetização é importante para o Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora, cuja missão é a Educação. Para cada FMA, como educadora, é uma oportunidade para valorizar e promover a alfabetização nas Escolas e nos Centros de alfabetização no mundo, que acolhem os mais pobres e necessitados. Um modo para refletir sobre como dar qualidade e serem inovadores para uma educação integral, que atinge um grande número de crianças, jovens e adultos.

Escrever comentário
Não há comentários a esta entrada.
Seja o primeiro a comentar!

OK Su questo sito NON utilizziamo cookie di profilazione, ma solo cookie tecnici e/o per il monitoraggio degli accessi. Se vuoi saperne di più clicca qui. Cliccando sul pulsante OK presti il consenso all'uso di tutti i cookie.