Rivista DMA

Testemunhas da Escuta

Testemunhas da Escuta Em 5 de junho celebra-se a 45ª Jornada Mundial das Comunicações Sociais com o tema: «Verdade, anúncio e autenticidade de vida na era digital». Do comentário de Bento XVI emerge a visão positiva acerca das possibilidades oferecidas pelas novas tecnologias para comunicar o Evangelho hoje. O Papa convida a utilizar as redes sociais e as considera “uma grande oportunidade” para os fieis, convidando os cristãos a «unirse à rede de relações que a era digital tornou possível, com confiança e com consciente e responsável criatividade. Não simplesmente para satisfazer o desejo de marcar presença, mas porque esta rede é parte integrante da vida humana». Sugere, portanto, «testemunhar com coerência, no próprio perfil digital e no modo de se comunicar, escolhas, preferências, juízos que sejam profundamente coerentes com o Evangelho».

A mensagem ressalta com lucidez a compreensão das grandes mudanças culturais e sociais do nosso tempo, guiadas em grande parte pela «profunda transformação em curso no campo das comunicações». «As novas tecnologias estão mudando não só a forma de comunicar – afirma o Papa – mas a própria comunicação, pelo que se pode afirmar que estamos diante de uma vasta transformação cultural... Está nascendo uma nova forma de aprender e de pensar, com inéditas oportunidades para estabelecer relações e construir comunhão».

Os jovens, os “nativos”, imersos na nova cultura da comunicação, vivem em profundidade suas influências. Experimentam «as ansiedades, as contradições e a criatividade próprias daqueles que se abrem com entusiasmo e curiosidade às novas experiências de vida».

O Papa faz refletir sobre alguns desafios inerentes a uma mutação epocal que tende a comprometer o equilíbrio entre as relações mediadas pela tecnologia e as relações interpessoais, face a face. «Quem é o meu „próximo‟ neste mundo novo? Existe o perigo de ser menos presente para aqueles que encontramos na vida cotidiana? Temos tempo para refletir criticamente sobre as nossas escolhas e para alimentar relações humanas que sejam verdadeiramente profundas e duradouras?».

Qual o lugar da dimensão “humana” na era digital? Bento XVI está nos comunicando que «é importante lembrar sempre que o contato virtual não pode e não deve substituir o contato humano direto com as pessoas, em todos os níveis da nossa vida» e que «continuam fundamentais as relações humanas diretas na transmissão da fé!».

gteruggi@cgfma.org

OK Su questo sito NON utilizziamo cookie di profilazione, ma solo cookie tecnici e/o per il monitoraggio degli accessi. Se vuoi saperne di più clicca qui. Cliccando sul pulsante OK presti il consenso all'uso di tutti i cookie.