Em síntese, a reflexão de algumas FMA da Casa Provincial - POR

A semente da fé - ontem

• O ambiente de oração, a prática religiosa dos Pais, todo o ambiente impregnado de fé que se vivia em família
• A vivência e o testemunho em família e o ambiente de fé vivido nas paróquias, nas escolas, nos grupos, no tempo de formação.
• O testemunho de vida de fé das FMA do tempo de formação
• A longa experiência do amor a Nossa Senhora vivido pelo povo português muito antes das aparições em Fátima mas muito fortalecido com as aparições e a experiência de fé nesse lugar .
• As manifestações populares da fé.
• As propostas de aprofundamento da fé oferecidas pela Igreja local ao longo dos tempos.
• De tamanho Bem, só Deus pode ser a fonte; os veículos foram a minha avó materna e os meus Pais; dela, mulher iletrada e tão pobre quanto cheia de Infinito, aprendi o sentido de eternidade. Explicou-mo com palavras e com o seu viver simples, muito mergulhado no horizonte de Deus. Deles aprendi que Deus “conta” e que Nossa senhora acompanha e protege aqueles que lhe são entregues.

Os desafios para viver a fé, o hoje

• Conseguir ser “pedra viva” na Igreja, a partir da “pedra viva” que sou chamada a ser como FMA.
• Não se deixar vencer pelo ambiente de laicismo que nos rodeia, pelos
novos contextos sócio políticos, económicos que marginalizam o sagrado e a vida de fé…;
• A multiculturalidade e multireligiosidade na sociedade portuguesa e a confusão que cria se não se aprofunda a fé.
• As novas tecnologias e os novos média que oferecem ao mesmo tempo oportunidades e ameaças.
• O pouco aprofundamento da fé que não acompanhou o crescimento intelectual.
• A crise económico. social que se vive atualmente em Portugal.
• As comunidades que ainda manifestam alguma lentidão em se abrirem a novas oportunidades de anúncio e presença.
• Uma mentalidade cada vez mais laicista

Os novos caminhos de evangelização, o amanhã

• O testemunho sereno e feliz da vida comunitária salesiana – testemunhar que Deus é o nosso essencial…
• A evangelização pelo exemplo, pelo serviço evangélico, pobre, gratuito…
• A disponibilidade de tempo para escutar, partilhar, evangelizar …-disponibilidade e abertura de coração …
• Penso que a primeira deverá ser a evangelização de mim mesma, fazendo uma experiência profunda daquele Deus que, sendo fiel a si mesmo, permanece fiel ao chamamento que me fez; considero meios privilegiados a vivência da Eucaristia como atualização do mistério pascal, a escuta reflexiva da Palavra de Deus e alguns passos na direção do outro ainda que com o rosto mais ou menos desfigurado de Cristo
• A verdadeira abertura à educação dos mais pobres e o testemunho pessoal e comunitário de uma vida pobre
• A confiança no protagonismo juvenil, na colaboração dos leigos e o investimento num verdadeiro acompanhamento dos mesmos
• A atenção às famílias cuidando e acompanhando especialmente os jovens casais.

A Comunidade da Casa Provincial - POR

-------------------------------------------------------------------------------------------

A comunidade do Externato Nossa Senhora do Rosário, em Cascais

Unidas à Madre Yvonne, em preparação para a Festa da Gratidão, quisemos refletir e rezar a nossa fé ontem, hoje e amanhã no contexto da realidade portuguesa, onde Deus nos concedeu nascer e desabrochar a nossa vocação.
Para nós o dom da fé tem uma relação muito direta com Maria. Crescemos e vivemos na certeza de que pela Sua presença e auxílio vamos a Jesus e ao Pai. A oração do Rosário, aprendida nas nossas famílias, com o nosso povo, pedida pela Virgem de Fátima, é expressão da nossa confiança e espaço onde diariamente entregamos as nossas alegrias e dores.
Reconhecemos a grandeza de Deus na vida do nosso Instituto e de modo especial agradecemos-Lhe a vida e serviço de Madre Yvonne, a sua orientação e entrega total à missão.
Partilhamos a nossa fé nesta proposta de oração que faremos pela Madre e por todo o Instituto neste dia da gratidão.

1º Mistério: Maria recebe o anúncio do Anjo para ser Mãe de Jesus
Contemplamos:
O Olhar de Deus sobre Maria e a Sua resposta na fé: “Eis a Serva do Senhor”;
O olhar de Deus sobre Dom Bosco: “dar-te-ei a Mestra”, e sobre Madre Mazzarello: “a ti as confio”;
O olhar de Deus sobre cada uma de nós convidando-nos a segui-lo como FMA.
Rezamos:
Pela renovação da vida de fé no Continente Europeu- berço do nosso carisma;
Por cada FMA da Europa para que continue a ser corajosa no seu sim de cada dia.

2º Mistério – Maria visita Isabel
Contemplamos:
Maria que se coloca ao serviço na alegria de levar Jesus;
O sonho missionário de Dom Bosco e Madre Mazzarello desde os primeiros anos do Instituto;
A entrega generosa de cada FMA que construiu o Instituto desde 1872.
Rezamos:
Pela renovação da vida de fé no Continente Americano- destinatário da primeira entrega missionária do nosso carisma;
Por cada FMA da América para que continue a ser corajosa no seu sim de cada dia.

3º Mistério – Jesus nasce em Belém
Contemplamos:
Maria geradora de vida e Jesus feito um de nós para nos dar a Sua vida;
Dom Bosco e Madre Mazzarello, um carisma que entusiasma os jovens a levar a vida a outros jovens;
A alegria de sermos escolhidas para que Jesus continue a nascer no nosso mundo.
Rezamos:
Pela renovação da vida de fé no Continente Africano- terra de contrastes que grita a urgência da vida e da paz;
Por cada FMA da África para que continue a ser corajosa no seu sim de cada dia.

4º Mistério: Jesus apresentado no Templo
Contemplamos:
Maria e José obedientes à lei de Deus, ao plano do Pai;
Dom Bosco e Madre Mazzarello, um carisma que evangeliza no respeito pelas diferenças;
A docilidade de cada FMA à ação do Espírito Santo.
Rezamos:
Pela renovação da vida de fé no Continente da Oceânia- terra do sol nascente que acolhe a luz de Jesus;
Por cada FMA da Oceânia para que continue a ser corajosa no seu sim de cada dia.

5º Mistério: Jesus no Templo entre os doutores
Contemplamos:
Jesus entregue à vontade do Pai;
Dom Bosco e Madre Mazzarello, um carisma aberto a todas as culturas;
A vida de oração, espaço de procura e acolhimento da vontade do Pai para cada FMA.
 Rezamos:
Pela renovação da vida de fé no Continente Asiático- terra de desafios surpreendentes e esperança nas novas gerações;
Por cada FMA da Ásia para que continue a ser corajosa no seu sim de cada dia.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Comunidade de Abrantes
“JUNTAS NA FÉ, RUMO À PLENITUDE DA VIDA”: Partilha comunitária
1-A semente da fé lançada no teu terreno ontem:
Recebemos a semente da fé no terreno da nossa vida, preparado pela família, de fortes convicções cristãs e pelo ambiente e testemunho cristãos que se respirava em casa e numa Comunidade paroquial viva, dinâmica e apostólica, impregnada de valores humanos e evangélicos.
Neste terreno germinaram muitas vocações sacerdotais e religiosas que serviram a Igreja e a Congregação numa doação generosa e radical das suas vidas.
2- Os desafios que encontramos para viver a fé em comunidade e na missão, hoje:
Os desafios são muitos para se viver hoje a fé dos nossos pais que marcaram a nossa vida desde a infância até hoje…
Deus continua presente em todas as manifestações da vida, mas é difícil descobri-lO e servi-lO num mundo em constante mudança, num mundo desfigurado do modelo que Deus nos oferece em Jesus, Seu Filho.
O maior desafio para nós será acreditar que Deus renova todas as coisas, constantemente e só com Ele seremos o fermento novo.
3 - Novas vias de evangelização:
.Fé anunciada, vivida e partilhada na Comunidade cristã e na realidade local.
.Envolvimento e acompanhamento da pessoa, com um olhar mais atento às novas pobrezas, apoio a nível material e espiritual.