ONTEM: Depois de várias colocações e experiências individuais,concluimos que as primeiras sementes da Fé,foram semeadas em nosso tereno pelos nossos pais. Todas somos filhas de pais pobres,porém ricos de espiritualidade e valores morais. Eles nos transmitiram a Fé,através da própria vida,vivida na honestidade,na coerência,na parti-
cipação das atividades da Igreja Local e antes de tudo,através do próprio testemunho de vida.

HOJE: Não encontramos dificuldades na vivência da Fé,porque ela é alimentada diariamente,pela presença de Jesus na Eucaristia,pela Vida Comunitária e pela liberdade de
tentar transmitir os Valores Evangélicos,aos destinatários da nossa missãoem sintonia com a Igreja Local.

AMANHÃ: Este ano,que toda Igreja está vivenciando o ANO DA FÉ,a Igreja no Brasil está totalmente voltada ao desejo de conseguir novos métodos de evangelização. Pro-
va disto, é a 51ª Assembleia que está sendo realizada em Aparecida -São Paulo, desde o dia 10 e irá até o dia19,com a participação de 361 Bispos.
Também nós,em nossas realidades,precisamos acompanhar a tecnologia,na medida do possível,para divulgar o Evangelho e os Valores Cristãos,com mais eficácia.

Casa Maria Auxiliadora - Correntes - PE - BRASIL

-------------------------------------------------------------------------------------

Comunidade: Residência Madre Rosetta Marchese
Inspetoria Maria Auxiliadora – RECIFE / BRASIL

ONTEM: Semente da Fé semeada no meu terreno.
• Experiência e cultivo na família (herança dos pais e avós)
• Orientação das catequistas na formação à iniciação cristã
• Envolvimento e participação na Paróquia.
• Participação ativa nos Novenários da comunidade
• Participação nas santas missões populares.
• Diversos movimentos da Igreja, particularmente as devoções populares.
• Tempo forte de formação nas diversas etapas em preparação à Vida Religiosa.
HOJE: Os desafios que encontramos para viver a fé tanto em comunidade como na missão.
*Falta centralidade em Jesus Cristo que diz: “quem vos vê a mim vê” e
“O que fizerdes ao menor dos meus irmãos a mim o fareis”.
* Contra testemunhos de quem fez opção por Jesus Cristo.
*Limites nos relacionamentos
* Ecumenismo.
* Falta de formação sistemática
* Saber ouvir com paciência.
AMANHÃ: Os novos Caminhos de evangelização.
• Dar um rosto novo – verdadeiramente o rosto de Cristo.
• Transmitir o Evangelho da alegria que tem o rosto da acolhida da criatividade, do dinamismo, do perdão, da misericórdia, do amor.
• Usar a metodologia de Jesus Cristo (multifocal) atenta aos diversos ambientes e grupos de pessoas:
• Templo
• Beira-mar
• Montanha
• Caminhos
• Casa de Zaqueu
• Casa Pedro
• Com os pescadores
• Casa do Centurião
• Com o bom ladrão

Todo lugar era espaço de transformação ao Evangelho.

• Uso dos meios de comunicação no processo da nova evangelização .
• Atenção às novas tecnologias
• Uso das Redes Sociais

------------------------------------------------------------------------------------

Inspetoria Maria Auxiliadora
Recife – PE

ONTEM – A semente da fé semeada há tempo no teu terreno.

Sem dúvidas que para todas nós, a família é mesmo o berço, o receptáculo primeiro onde acolhemos o dom da fé. Uma Irmã conta-nos a experiência de que quando pequena gostava de contemplar as estrelas porque as achavam lindas e sua mãe aproveitou a oportunidade para fazê-la enxergar o autor da beleza dizendo-lhe: minha filha, Deus é muito mais bonito. Quando alguém se queixava das dificuldades da vida ela confortava dizendo: não cai uma folha sem que Deus permita. Para muitas de nós, nossos pais foram nossos primeiros catequistas. Com sabedoria e simplicidade nos abriram o coração para acolher o mistério da fé em um Deus que é AMOR.
Outras experiências que marcaram nossa vida de fé são reconhecidas através dos gestos de bondade e caridade (prática do bem e da solidariedade) na família, a experiência de profunda união dos irmãos que extrapolam os muros de casa e torna-se serviço concreto.
A base sólida da orientação cristã recebida e o testemunho forte dos pais, são herança da qual ainda hoje as novas gerações estão colhendo seus frutos.
Algumas de nós alicerçaram sua primeira experiência de fé com o auxílio das avós através do cultivo da devoção popular: procissão dos padroeiros, récita do rosário, a descoberta e o gosto pela Palavra de Deus através das histórias bíblicas do Antigo Testamento.
Também a Congregação, no seu zelo formativo, foi e continua sendo o lugar onde a fé é amadurecida, cultivada e alargada. Destaque para a figura de Madre Mazzarello em sua vivência de fé, contemplada no período de formação através da leitura: As virtudes de Santa Maria Mazzarello. Na Congregação a oportunidade de criar convicção de que tudo realmente deve ser feito por AMOR a Jesus Cristo. Vale a pena recordar o ambiente educativo e salesiano, no qual nos sentimos impregnadas pelo testemunho das Irmãs que nos ajudaram a descobrir a verdadeira face de Deus: o Bom Pastor. Outra certeza que nos enche de coragem é que a Eucaristia cotidiana alimenta a nossa fé.

HOJE – Os desafios que encontras para viver a fé na comunidade e na missão.

- Ritmo acelerado de vida
- Trabalho e as atividades que não nos permite um envolvimento maior com a missão na comunidade local (bairro e paróquia).
- Esforço e criatividade para encontrar espaço a fim de privilegiar e alimentar o encontro pessoal com Jesus Cristo.
- Priorizar (tempo) a formação pessoal e comunitária com leituras, estudo, reflexão e aprofundamento que nos alimente na fé e na paixão carismática.

AMANHÃ – Os novos caminhos de evangelização...

- A certeza primeira é que precisamos sair de nós mesmas. O grito hoje é: IR AO ENCONTRO.
- Encontrar os jovens que estão nos novos pátios: redes sociais.
- Formar líderes comunicadores
- Descobrir as novas linguagens juvenis
- Envolver a juventude no seu papel de protagonista
- Estarmos mais atentas à linguagem não verbal – aprender com os jovens
- Quando os desafios são grandes é preciso maior preparação (investimento)
- A consciência de que somos guardiãs do carisma nos provoca à criatividade na busca de novos espaços, nova metodologia, novo empenho e ousadia na missão.

Partilha da Comunidade da Casa Provincial das FMA

-----------------------------------------------------------------

Tema: Descobrir, cultivar, testemunhar e celebrar o dom da FÉ para que as mentes e os corações de muitos se abram à verdadeira VIDA.
Slogan: Juntos na fé rumo à plenitude de vida
Dia: 26 de abril
Local: Chennai – Índia
Inspetoria: Inspetoria Maria Auxiliadora – Recife – Brasil
CASA – Casa da Criança Joaquim Otaviano de Almeida – Instituto Santa Maria Mazzarello.

Proposta em preparação à Festa – nível pessoa e comunitário
Refletir e partilhar os seguintes pontos:
ONTEM – A semente da fé semeada há tempo no teu terreno...
A semente da Fé foi lançada na terra fértil da família e cultivada dia após dia, nas diversas situações da vida. Essa constante atitude abriu espaço para o chamado, concretizado na opção pelo Carisma Salesiano. O período formativo contribuiu no crescimento deste Dom e o hoje da Vida Religiosa continua oferecendo oportunidades para uma profunda experiência de Deus, solidificando e amadurecendo no cotidiano a vivência da Fé.
HOJE – Os desafios que encontramos para viver a fé tanto em comunidade como na missão...
 A concretização de estratégias para vivenciar os novos caminhos de evangelização.
 A tecnologia que acentua o concreto enfraquecendo o sagrado.
 O materialismo que envolvendo o jovem o lança nos desvalores e, sobretudo no descaso pela vida.
 A dissociação entre teoria e prática.
 As novas configurações e as difíceis situações familiares.
 As múltiplas realidades juvenis.
 A vivência da fé a partir do cotidiano.
AMANHÃ – Os novos caminhos de evangelização...
 Fortalecer a dimensão da oração pessoal.
 Valorizar cada vez mais o humano, superando a cultura do descartável.
 Educar para o uso responsável das novas comunicações, resgatando os valores éticos.
 Investir na família, oportunizando a valorização do sagrado.
 Potencializar a pastoral juvenil vocacional.
 Intensificar na nossa missão educativa, um ambiente rico de humanidade e valores cristãos, segundo a experiência carismática do Sistema Preventivo.
 Deixar-nos acompanhar sempre por Maria, nossa Auxiliadora no caminho diário de conversão ao Amor.

Recife, 21 de abril de 2013.

--------------------------------------------------------------------

COMUNIDADE: Ir.TERESA VALSÈ – FORTALEZA – CE
Em nível pessoal e comunitário.
Ontem: a semente da Fé semeada, foi eficaz.

Hoje: Desafios
1) Na comunidade: Diversidade de mentalidades. Fraco testemunho: atitudes não condizentes com o ser religioso. /Consumismo / Imaturidade ? Influência dos meios de comunicação, quando falta a consciência crítica. / Ativismo / Dificuldade nas relações.

2) Na missão: Precisamos nos inculturar, nos aproximarmos mais da vida e da cultura dos jovens.
Dificuldade de lidar com as questões emergentes ( culturais, religiosas...)
Precisamos aprofundar-nos para melhor acompanharmos o que se passa ao
nosso redor e no mundo: através da leitura, do estudo, do conhecimento.
AMANHÃ: Os novos caminhos de evangelização. / Diretrizes da Igreja / Procurar novas estratégias= ser criativo, inovar a evangelização (Atualização contínua)

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------

ONTEM - A semente foi lançada e plantada por D. Bosco e Maria Mazzarello, que acreditaram ser  possível levar adiante um carisma tão bonito e abençoado por Deus! O terreno estava fértil confiaram e a semente germinou, cresceu e floresceu e  espalhou-se pelo  mundo inteiro e fez dar bons frutos. Ide e anunciai as maravilhas do senhor! A grandeza do seu amor, da sua bondade.
HOJE- Louvamos e agradecemos a Deus! Apesar dos grandes desafios que encontramos na nossa missão somos felizes! O mundo tão globalizado, descrente, tão cheio de incertezas, mas é nesse meio que somos chamadas   para Evangelizar. Somos questionadas, interpeladas para dar respostas corajosas e audaciosas neste mundo tão sedento de Deus, de amor, de paz e de justiça, fraternidade e igualdade.
AMANHÃ- Está nas mãos de Deus e seremos o que fomos no passado e no presente. Com certeza terão novos caminhos de abertura e evangelização e as futuras gerações encontrarão novas maneiras de conduzir e seguir em frente abrirão novos espaços para que unindo o ontem que se foi e o presente possam colher novos frutos e dizer, obrigada Senhor!

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

FESTA DA GRATIDÃO - 2013
Madre Yvonne Reungoat

Proposta em preparação à Festa – nível pessoa e comunitário
Refletir e partilhar os seguintes pontos:
ONTEM – A semente da fé semeada há tempo no teu terreno...
HOJE – Os desafios que encontramos para viver a fé tanto em comunidade como na missão...
AMANHÃ – Os novos caminhos de evangelização...

Instituto Nossa Senhora Auxiliadora
Baturité – CE - BRE

Para a Festa da MADRE
Trabalho da Comunidade
Em nível pessoal e comunitário
Ontem a semente da fé semeada há tempo no nosso terreno , - produzia frutos mais autênticos –primeiramente pela semente da fé que recebemos no nosso batismo, complementada pelo tipo de educação familiar. A autoridade e autenticidade dos nossos pais nos levavam a acreditar no que eles diziam. Sua palavra era uma ordem
Nas comunidades a vida de fé pouco diferencia daquela recebida na família. Nossas superioras, nossas mestras eram acreditadas sem hesitação. O que diziam era para nós uma ordem . Acreditávamos piamente naquilo que nos era transmitido.
Hoje, os tempos mudaram. As circunstancias em que vivemos nos deixam interrogações. Não havendo muito esforço de nossa parte acreditamos que num amanhã não muito remoto a fé tornar-se-á enfraquecida. O espírito de fé está desaparecendo pouco a pouco. Não se acredita mais senão naquilo que se vê. Precisamos mostrar muita convicção aos nossos destinatários; do contrário cairemos pouco a pouco no abismo.
Amanhã – precisamos nos dedicar com mais afinco a um trabalho de Evangelização. É esta a preocupação do Papa Francisco : “Temos que arrebanhar aqueles que estão na periferia do nosso coração”. A mídia fala muitas vezes mais alto incentivando a tudo o que não é verdadeiro e os nossos jovens sem uma devida formação religiosa deixam-se empolgar por aquilo que não é valor. São verdadeiros lobos devorando algo que ainda resta de bom no coração da nossa juventude. Se não houver uma Evangelização que os empolgue mergulharão todos no mesmo fosso. Precisamos de fé e ação. Peçamos ao Espirito Santo neste ano da Fé que nos alerte para uma nova visão. Jesus ressuscitado seja o nosso guia e nos inspire na descoberta de novos caminhos.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------

BRE - INSPETORIA MARIA AUXILIADORA (Brasil-Recife)
Instituto Profissional Maria Auxiliadora

ONTEM... A semente da fé semeada há tempo no teu terreno...
Através das Cartas Circulares e de sua presença espiritual, a Madre Yvonne nos fez sentir o vigor do Instituto, nos dando força, coragem, élan apostólico, resistência, crescimento espiritual, abertura ao novo, equilíbrio, esperança...

HOJE... Os desafios que encontramos para viver a fé tanto em comunidade
como na missão
 Parece-nos ter perdido o foco da missão, buscando outros atalhos
 Incoerência de vida
 Poucas Irmãs na Missão
 Falta de tempo para interiorizar a Palavra de Deus
 Pouca oração encarnada
 Relacionamento comunitário pouco transparente
 Falta clareza e sinceridade no colocar ‘as coisas’
 Vida racionalizada e superficial
 Ativismo, consumismo, crise de valores e econômica
 Famílias desajustadas dificultando o trabalho de ‘educação da fé’ dos jovens
 Distância da ‘linguagem juvenil’

AMANHÃ... Os novos caminhos de Evangelização...
 Aprofundar o ‘Documento de Aparecida’
 Maior presença no meio dos jovens
 Casas mais abertas ao jovem
 Mais vivência do ‘Espírito de Família’
 Mais preparação teológica e catequética
 Mais oração e leitura pessoal
 Escola - espaço aberto e integrado
 Trabalho em rede
 Educar para as diferenças individuais
 Reflexão sobre questões sociais, políticas, filosóficas, ambientais, sexuais, morais, religiosas e éticas
 Repensar os Cursos das nossas Casas

------------------------------------------------------------------------------------------------------

“JUNTOS NA FÉ RUMO À PLENITUDE DE VIDA” –
GRATIDÃO 2013
Querida Madre Geral Yvonne Reungoat.

No dia da Festa da Gratidão com o tema “Juntos na fé rumo à plenitude de vida” rendemos graças a Deus pela experiência de fé que juntas vivemos como Instituto FMA.
Através da fé que nos foi transmitida no batismo e confirmada na vida consagrada religiosa salesiana sentimo-nos encorajadas no nosso Deus a anunciar o Evangelho às juventudes, valorizando as novas linguagens para tornar compreensível hoje, a Palavra da Fé.
A fé nos obriga a tornamo-nos sinal vivo da presença do Ressuscitado no mundo para que ajudemos os jovens a se sentirem felizes, envolvidos na missão evangelizadora, especialmente no meio dos outros jovens.
Juntas nos fortaleçamos em “nossa relação com Jesus Cristo, porque n’Ele reside a certeza de olhar o futuro com a garantia de um amor autêntico e duradouro”.
Obrigada Madre pelo seu testemunho de uma vida radicada na fé, na esperança e na caridade.
Nosso abraço carinhoso.
Ir. Elizabeth Pastl Montarroyos e Comunidade do Instituto Nossa Senhora de Lourdes. GRAVATÁ – PERNAMBUCO – BRASIL.
INSPETORIA MARIA AUXILIADORA - BRE