A semente da fé semeada no teu terreno - ontem.  A Comunidade Maria Auxiliadora, de Rio Pardo, da Inspetoria Nossa Senhora Aparecida de Porto Alegre, formada por Irmãs com idade acima dos 60 anos,  refletiu que todas na nossa infância tivemos a graça de ter uma família cristã que nos conduziu pelos caminhos da fé. A nossa formação, foi igualmente orientada por muita fé e até hoje, temos mais facilidade para descobrir , nos acontecimentos, sinais  de fé. O cultivo da fé, porém, exige continuidade.

Desafios que encontramos para viver a fé na comunidade e na missão - hoje. A cultura das famílias que leva a um enfraquecimento da fé, os meios de comunicação social que destroem a fé, a falta de consciência de cultivo da fé, o consumismo,  edonismo e procura do prazer momentâneo. A transitoriedade dos valores.

Os novos caminhos de Evangelização - amanhã. Criar grupos de adolescentes, de jovens, de adultos. Grupos de Reflexão da Palavra de Deus. Acompanhamento. Fazer novas propostas que interessem a cada faixa etária.  Marcar presença nas festas do povo. Propor músicas com conteúdo formativo. Celebrar a fé e a vida na Liturgia.

Desejamos à querida Madre, que tenha muitas alegrias neste encontro de gratidão. Nosso desejo é de viver o Ano da Fé conforme foi proposto pelo Papa Bento XVI,  em sintonia com o Papa Francisco, que acolhemos com profunda devoção.  Confiamos a Maria, Peregrina da Fé, a missão de nossa estimada  Madre!

.............................................................................................................

Reflexão em preparação à festa da Madre Geral pela Comunidade de Uruguaiana –
Rio Grande do Sul - Brasil

 Como preparação à Festa da Madre Geral a nível pessoal e comunitário somos convidadas a refletir sobre:
 A semente da Fé semeada no nosso terreno – Ontem
 A fé não nasce com a pessoa. É cultivada e partilhada em familia por meio do testemunho dos pais que são o alicerce da familia. É a semente lançada no campo da vida de cada ser humano e transmitida de geração a geração. A vida e o exempo foram a base sólida que no s ajudaram a amadurecer na fé e a crescer na prática da vivencia do ser cristão. O tempo de formação, após a opção pela vida consagrada no Instituto das FMA, consolidou e fortaleceu nosso fascínio por Deus Pai, nossa paixão por Jesus Cristo, consolidando convicções e decisões de não ficar nunca na mediocridade, mas dar tudo e o melhor, vivendo com radical disposição uma fidelidade criativa, que vai se renovando todos os dias.

 Os desafios que encontramos para viver a fé na comunidade e na missão – Hoje
 Os maiores desafios que hoje encontramos no cultivo de nossa fé são as rápidas mudança dos tempos, as novas tecnologias que influenciam as gerações juvenis e não criam raizes de vivencias espirituais...tudo é decartável, passageiro ...o que interessa é o momento, o hoje...nada é durável...até mesmo os mais fortes são abalados...e por isso a fé enfraquece...desaparece.... o Documento-base da CF-2013 afirma que “Vivemos uma mudança de época, e seu nível mais profundo é o cultural”.Todos os campos de atividades humana são atingidos pelas mudanças e a dimensão religiosa, parte relevante da cultura,sofre maior impacto.Outro desafio é a convivência com mentalidades e convicções diversas e às vezes quase surpreendentes na comunidade religiosa e especialmente Comunidade Eclesial. Também um grande desafio é dimensionar o Sistema Preventivo na missão e em nossa postura pessoal de forma que sejamos abertas à realidade que nos envolve e respiramos, mas com uma postura crítica diante do” pluralismo contemporâneo”. Ser hoje resposta às necessidades desta geração complexa, multiétnica, multicultural, multirreligiosa com a qual convivemos.

 Os novos caminhos de evangelização – Amanhã
 Jovem ser protagonista do próprio jovem. Ser testemunha de vida plena, e que é importante lutar para crer e aceitar Jesus como o líder do ser humano.
Percebemos que a evangelização continua sendo um desafio para o futuro, pois, é preciso que quem vive a sua fé deve vive-la com convicção de sua crença. O caminho da nova evangelização se dará com pessoas que aderem a sua fé com radicalidade e ao mesmo tempo abertas para o diálogo com outras crenças religiosas.
Há mais tempo, o Instituto nos desafia a encontrarmos esses novos caminhos de Evangelização. Tarefa pouco fácil , muito complexa. Já nos demos conta que o melhor caminho de Evangelização é a educação. D.Pascoal Chaves na apresentação da Estréia 2013, propõe , partir do aprofundamento do Sistema Preventivo, para também hoje oferecer aos jovens um método que os ajude a abrir as portas do coração, sentir confiança nos educadores, permitindo ser ajudados a plasmar uma personalidade robusta nas dimensões humana e cristã. O que atinge a jovem, o jovem é aquilo que somos, o que eles captam pelo nosso viver, o que assimilam nas experiências que a nossa presença física lhes proporciona. É preciso SER para poder partilhar.

Desejamos à Madre e a todas as FMAs uma ótima Festa!

.............................................................................................................................

Associação Pro Menor Lar Padre Jacó
Comunidade Salesiana de Itajaí/SC
Inspetoria Nossa Senhora Aparecida
Porto Alegre/RS

Respostas

Come preparazione alla festa a livello personale e comunitario le nostre sorelle propongano de rifletere e confrontarsi sui seguinte punti:

1. Il seme dela fede seminato nel tuo terreno – ieri ( Ontem)
• O cultivo e a vivencia da fé, assumida pelos pais e transmitida aos filhos, através do exemplo e do testemunho da vida ( As novenas, a oração do terço, )
• O cultivo da fé, a valorização dos sacramentos .
• A participação comunitária na Igreja, como local de encontro com a comunidade e com Deus.
• A devoção e a participação das festas litúrgicas.( O dia do Santo padroeiro, as festas relacionadas a Igreja)

2. Le stide che incontri per viver ela fede in conunitá e nella missione - Oggi ( hoje)
• A desestruturação familiar ( A família sem estrutura religiosa consistente)
• A necessidade de uma Igreja mais aberta e acolhedora
• A mídia que implante fortemente os contra valores
• Como usar a tecnologia a fim de atrair crianças e jovens para a vivencia da fé na família e na sociedade?

3. Le nouove vie de evangelizzazione – Domani ( amanhã)
• Usar as novas tecnologias para uma evangelização mais atraente.
• Grupos pequenos de cultivo à fé.
• Acompanhamento de pequenos grupos
• Maior conhecimentos dos documentos da Igreja
• Unidade das Igrejas
• Cultivo e participação nos movimentos e Pastorais.

----------------------------------------------------------------------------------------------------

A semente da Fé semeada em sua terra ontem, hoje e amanhã

- A Semente da fé que germinou nas terras de Cambé foram lançadas aqui por nossas Irmãs a 60 anos com grande espírito de sacrifício, coragem ousadia e oração simples e afetuosa. A doação na alegria, humilde, esperança e a confiança em Maria foram outras virtudes que fecundaram esse chão e fazem crescer a bonita ceara da fé.

A Graça de Deus que age foi meio da fé (dom e ao mesmo tempo empenho humano), sempre encontrou caminhos fecundos para amadurecer nos corações. Acreditamos na sua força de transformação, ainda que nossa cultura enfrente os desafios do imediatismo, fragilidade das famílias, pouca clareza projetual, crescente individualismo que fragiliza as relações, relativismo, vazio existencial e da inconstância.

Nossa comunidade acredita que, apesar dos desafios da realidade, é possível propor alguns caminhos que podem viabilizar nossa meta de “tornar Jesus conhecido e amado”, especialmente pelas novas gerações:

Voluntariado juvenil acompanhamento dos jovens e das famílias, oratórios, utilização das redes sociais, presença de escuta, credibilidade do testemunho, redescoberta do acompanhamento recíproco e dos jovens.

Instituto Nossa Senhora Auxiliadora